‘Lendo e Relendo’ Série Night Huntress Vol. 02 – Com Um Pé na Sepultura, de Jeaniene Frost.

Olá hunters,

Só para constar:

Título: Com Um Pé na Sepultura

Título original: One Foot in the Grave

Série: Série Night Huntress

Autor: Jeaniene Frost

Editora: Novo Século

Ano: 2012

Número de páginas aprox.: 294

Tradução: Fabiana B. F. Martins

ISBN: 978-85-7679-665-7 (Para quem usa Goodreads fica mais fácil localizar a edição.)

“Você pode até fugir da sepultura, mas não pode se esconder para sempre…

A meio-vampira Catherine Crawfield é agora a Agente Especial Cat Crawfield, trabalhando para o governo para livrar o mundo de mortos-vivos mal intencionados. Ela ainda usa tudo o que Bones, seu ex-namorado sexy e perigoso, ensinou a ela. Mas quando Cat torna-se alvo de assassinos, o único homem que pode ajudá-la é justamente o vampiro que ela abandonou.

Estar perto dele desperta todas as suas emoções, desde a adrenalina ao matar vampiros ao seu lado à temerária paixão que os consome. Mas o preço por sua cabeça – Procura-se: morta ou meio-morta – significa que sua sobrevivência depende de unir-se a Bones.

Não importa o quanto tente manter as coisas profissionais entre eles, Cat irá descobrir que o desejo dura para sempre… E que Bones não vai deixá-la fugir novamente.”

“Uma nova reviravolta nos clássicos mitos de vampiros… Jeaniene Frost tem um livro campeão em suas mãos.” Yasmine Galenorn, autora bestseller de Changeling, USA Today”

Sinopse via Skoob.

Com Um Pé na Sepultura é o segundo livro da série Night Huntress, um Romance Sobrenatural escrito por Jeaniene Frost. O primeiro volume é A Caminho da Sepultura, no primeiro livro, a edição brasileira me decepcionou muito pela tradução e edição de uma das minhas séries favoritas, que eu já tinha lido em inglês.

Antes de falar desse livro, vamos voltar ao livro anterior e dá uma relembrada básica dos acontecimentos essenciais para a continuação. Cat é uma meia-vampira, que caça vampiros desde os 16 anos, tem uma vadia que chama de mãe e um dia por azar é capturada por Bones, um vampiro mercenário que está tentando acabar com uma organização que desaparece com mulheres e as comercializam para vampiros. Após ser capturada, Cat é treinada por Bones para servir de isca ajudando terminar com essa organização. Sendo que através dessa convivência, Cat vai perdendo alguns de seus preconceitos contra os mortos-vivos. Eles se apaixonam, só que no final Cat acaba tendo que sacrificar seu amor por Bones para deixá-lo seguro e proteger sua mãe também, e ela faz isso se juntado com um departamento do governo que cuida de situações sobrenaturais.

Em Com um Pé na Sepultura, a não mais simples Cat, mas Agente Especial Cat Crawfield, ou Ceifeira Ruiva para os mortos-vivos, ainda usa o seu treinamento com Bones em suas caçadas e treina do mesmo jeito seus soldados. Chute quando estiver caído. Cat está um pouco mais sentimental neste livro que de costume e ela de início faz uma besteira ao encontrar Ian, o vampiro que transformou Bones, e deixá-lo vivo. Depois de mais de 4 anos sem ver Bones, o que ela nutria por ele não sumiu e ainda continua forte em suas memórias, mesmo assim ela tenta seguir em frente com Noah, o veterinário de seu novo bichinho de estimação.

Só que é aí que as coisas esquentam, um recado escrito a sangue foi deixado na parede da casa de infância de Cat… E a dúvida é: foi Bones que cometeu os assassinatos brutais? Aparentemente, Cat tem um preço por sua cabeça e mais gente querendo matá-la do que gostaria. Ao reencontrar com Bones e descobrir que ele é o único que pode mantê-la segura, tudo o que sente por ele nunca foi amenizado por Noah e eles voltam a ficar juntos agora no mais que Para Sempre. Tem um porém, Cat vai ter que aguenta um ciúmes de matar quando historias de relacionamentos antigos de Bones subirem a tona.

É claro que você vai se apaixonar pela equipe da Cat! Tate que tem um amor não tão mais secreto por sua chefe, Juan um galhinha de fala mansa, Cooper que viver para jogar na cara de Cat que ela é uma aberração e Dave que é um paradoxo, mas vai fazer você chorar mais de uma vez. Ainda vai surgir alguns personagens que apareceram no livro anterior e novos personagens não tão legais assim.

Falar rapidamente sobre o que eu achei da edição brasileira do segundo volume, eu gostei muito da capa. Ela não é a mesma capa da edição americana, mas está lida e tem um efeito metalizado que brilha… Alguns fãs da série não gostaram, até li no Skoob algumas dizendo que tinha sido de mal gosto da editora fazer a capa desse jeito, cada um tem sua opinião e a minha é que a capa está muito bonita. Não senti falta de nada no texto, nem ouve nenhum vácuo na estória. E se der uma pesquisada consegui encontrar o liro por um valor acessível.

Beijos, May.

 

‘Lendo e Relendo’ Série Renegade Angels Vol. 01 – Um toque de vermelho, de Sylvia Day.

Um toque de vermelho

Olá Sentinelas,

Um toque de vermelho foi uma grande e agradável surpresa para mim, já tinha lido Toda Sua da Sylvia Day e tinha achado massante, forçado e ao lê-lo tive pensamentos suicidas. Eu tenho um lema de dá várias chances ao escritor ou a uma série, apesar disso eu definitivamente não leria o resto da série Crossfire. Então, por que depois do desastre que foi para mim Toda Sua, eu dei uma chance para Um toque de vermelho (E olha que eu tentei de tudo para fugir dos livros dela)?

Simples assim, eu não sabia que ela escrevia livros sobrenaturais! E do gênero que eu mais gosto… Mas o verdadeiro instrumento de contato foi o Almanaque da Saraiva, aquela revista mensal que a loja disponibiliza. E lá estava, Um toque de vermelho com a capa belíssima e um resumo que prendeu minha atenção. Só não comprei na hora porquê não tinha, se não…

E bem na dedicação do livro está assim: Este é para os leitores da minha série Marked. Espero que gostem. Claro que eu fiz uma pesquisa básica e descobri que Marked é uma série de fantasia dela em que o mocinho do livro de hoje faz uma ponta.

Fonte: Skoob

Um Toque de Vermelho – Renegade Angels – Livro 01 – Sylvia Day

“Andrian Mitchell não é um homem qualquer. Além de ser o mais sensual, elegante e charmoso dos seres, também é o grande líder de uma unidade de elite de Operações Especiais dos Serafins. Sua missão: controlar vampiros e licanos. Mas o seu encontro, depois de quase duzentos anos, com a alma da mulher que ama, no corpo da bela Lindsay, os leva a uma proibida paixão que poderá colocar tudo a perder. ” Sinopse via Skoob.

Quando duzentos Serafins que foram enviados à Terra para cuidar dos homens se desviaram de seu caminho ao se envolverem com os mortais, eles viraram anjos caídos. Esses anjos tiveram suas asas arrancadas por Serafins, conhecidos como Sentinelas que tem o dever de fazer cumprir a pena imposta por Deus a eles. Para sobreviver sem suas asas eles precisam tomar sangue e assim começaram a ser desprezados sem chance de redenção, os humanos infectados por eles são chamados de Lacaios e ambos os tipos são conhecidos como Vampiros.

Porém, alguns desses anjos caídos foram poupados do vampirismo em troca de servirem os Sentinelas. Esse subgrupo dos Caídos tiveram seu sangue misturado aos dos demônios, podem procriar e trocar de forma, são conhecidos como Licanos. Tem uma perspectiva de vida maior que a dos humanos, mas não são imortais. Estão um dedo acima da escravidão, sendo que as gerações seguintes devem continuar servindo aos Sentinelas. Muitos procuram brechas para uma revolta contra os Sentinelas.

Adrian, líder dos Sentinelas, foi enviado a Terra para vigiar os Vampiros. Ele acabou apaixonado por Shadoe. Shadoe uma Nefil, filha de um anjo com um humano, o encantou, mas por causa de um acidente chegou a berra da morte. Adrian desesperado pediu a ajuda do pai de Shadoe, mas a unica coisa possível era transformá-la em vampira. Adrian preferiu matá-la a ver a transformação dela completa. E Shadoe retornou a cada mais ou menos cem anos, em um corpo diferente para morrer mais uma vez. Com seu pai sempre atrás dela para tentar terminar a transformação.

Lindsay parece uma mulher normal… Até revelar que pode sentir criaturas sobrenaturais e que tem a tendência de  andar com uma bolsa de lona cheia de armas! Ido para Orange Couty, acaba se encontrando com um homem fantástico que a atrai imediatamente. Lindsay vai acabar entendendo mais sobre os seres sobrenaturais, vai fazer um amigo Licano, vai ser odiada por Serafins e se apaixonar por Adrian. A questão é: Lindsay e Shadoe são uma só ou almas divididas no mesmo corpo?

Eu gostei muito desse livro; muito palavrão, normalmente sempre a uma moderação, nesse não houve; a narrativa foi em terceira pessoal, dando uma ampla visão da estória; os anjos não são tão angelicais; os vampiros não são seres totalmente cruéis, eles amam, querem vingar o que foi tirado deles e são extremamente leias; os Licanos são manipuladores… O livro ainda ficou com uma questão em aberto para o próximo livro. Quero saber quem manipulou quem: os Licanos, os Vampiros ou há um traidor entre os Sentinelas?

Um desejo selvagem, 2º volume de Renegade Angels, sai agora em novembro pela Paralela.

Beijos, May.

‘Lendo e Relendo’ Série Night Huntress Vol. 01 – A Caminho da Sepultura, de Jeaniene Frost.

Olá hunters,

Night Huntress é uma série especial para mim. Diferente dos meus outros livros favoritos a narração é em primeira pessoa, não há variação de personagens principais em cada volume e não há outros personagens que me cativem no primeiro livro. Sem falar que o que eles fizeram com a tradução… foi triste.

Fonte: Skoob

A Caminho da Sepultura – Night Huntress #1 – Jeaniene Frost

“A meia-vampira Catherine Crawfield está indo atrás dos mortos-vivos como uma vingança, esperando que um destes sem batimentos cadiacos seja seu pai- o responsável por arruinar a vida de sua mãe. Então ela é capturada por Bones, um caçador de vampiros, e é forçada a uma profana parceria. Em troca de encontrar seu pai, Cat concorda treinar com o sexy caçador da noite até que seus reflexos de batalha estejam tão afiados quanto as suas presas. Ela está espantada que ela não terminou como o seu jantar- há realmente bons vampiros? Rapidamente Bones a terá convencida de que ser meio-morto não tem que ser de todo ruim. Mas antes que ela possa aproveitar seu novo status de caçadora chutadora de traseiros de demônios, Cat e Bones são perseguidos por um grupo de assassinos. Agora, Cat terá que escolher um lado… e Bones está se tornando tão tentador quanto qualquer homem com um batimento cardiaco.” Sinopse via Skoob.

Cat é uma meia-vampira que usa de artifícios femininos para conseguir levar vampiros para o meio da estrada e empalá-los em seguida. Juntando uma grana para a faculdade durante a semana, aguentando uma mãe que nunca vai amá-la e aceitar como ela é, Cat acaba sendo capturada por um vampiro mercenário que vai fazer suas caçadas de fim de semana parecerem brincadeira de criança.

Bones, o vampiro mercenário, é um caçador de recompensas. Esse trabalho é para encobrir seu verdadeiro objetivo, matar um vampiro que tem uma grande máfia que some com mulheres de quem ninguém sentirá falta. Bones após capturar Cat tem a grande ideia de utilizá-la para atrair esses vampiros e desmascará essa máfia. É claro que vamos descobrindo sobre o passado de Bones e o que ele quer com Cat é mais que um negócio de isca e caçador.

Cat que foi criada para sentir ódio dos vampiros e caçá-los, logo se vê em uma encruzilhada sobre se pode ou não confiar em Bones, se todos os vampiros que ela matou não seriam como ele, somente em busca da sobrevivência, sem matar ninguém. E é nessas dúvidas e treinos que a fazem ficar inconsciente, que pouco a pouco ela vai roubando o coração de Bones e acaba envolvida emocionalmente com ele.

***Início do Spoiler***

A Cat é do tipo de heroína valente e corajosa na hora do fight, mas na vida pessoal ela acaba sendo inocente e tímida. Sempre a procura da aprovação de uma mãe que não pode dar isso a ela, já que Cat teria nascido de um estupro. Para satisfazer essa mãe, ela caça desde os 16 anos e nunca foi aceita pela comunidade por ser filha de uma mulher solteira. Quando Bones joga seu coração aos pés dela, ela não sabe como reagir a isso, como aceitar e retribuir. E no final quando ela se sacrifica por todas as pessoas que ela ama… Não leiam sem a continuação!

***Fim do Spoiler***

Eu li os três primeiros volumes em 2010, já não lembrava de alguns detalhes e quis reler para prosseguir com os próximos volumes que ainda não li. A série é erótica, mas a edição brasileira está com tantos cortes nessas cenas que nem parece o mesmo livro que eu li em inglês. E não só as partes que são “hots”, algumas coisas perderam sentido e outras ganharam um sentido diferente.

Por exemplo, bem no início quando Cat diz a Bones: Me acorde quando chegar a minha casa. Dá um sentido de quando eles chegarem na caverna e não a casa dela, pelo simples fato de eles terem cortado a parte em que Bones a deixa voltar para casa e diz que ela tem que voltar a caverna todos os dias.

Book Trailer:

 

Sabe que eu adoro nesse book trailer?

Todos esses comentários! Se você não conhece os nomes citados, saiba que  são de grandes escritores Best-Sellers do The New York Times. A maioria de quem eu li os livros e são meus favoritos!

At home in North Carolina, July 2011. Fonte: Site da escritora.

Jeaniene Frost é autora best-seller internacional do New York Times, USA Today da série Night Huntress e de Night Huntress World. Até à data, os direitos para seus romances foram vendidos para dezenove países diferentes. Jeaniene vive na Carolina do Norte com o marido Matthew, que há muito tempo aceitou que ela raramente cozinha e sempre dorme nos fins de semana. Além de escrever, Jeaniene gosta de ler, de poesia, de assistir a filmes com o marido, explorando cemitérios antigos, espeleologia e viajar – de carro. Aviões, crianças e livros de culinária a assusta. Jeaniene é representada pela Nancy Yost da Nancy Yost  Literary Agency.

Beijos, May.

‘Lendo e Relendo’ Série Midnight Breed Vol. 01 – O beijo da Meia-Noite, de Lara Adrian

midnight-breed

Via site da Lara Adrian.

Boa noite!

Eu comecei a ler essa série em 2010 e quando soube que ela seria lançada aqui no Brasil pela Editora Universo dos Livros, eu chorei. Eu juro! Chorei mesmo! Para quem não sabe ou não lembra, eu sou fã fanática de IAN (Irmandade da Adaga Negra) que é uma outra série publicada pela mesma editora brasileira. Como eu fico acompanhando pelas redes sociais sempre via algum comentário da J. R. Ward sobre os livros da Lara Adrian, fiquei interessada e fui pesquisar.  Acabei me apaixonando pela série e acompanho os lançamentos nos Estados Unidos e Alemanha (que tem as capas mais lindas da série).

Então, dá para perceber que é uma releitura! Eu comecei a comprar minha coleção dos exemplares publicados aqui no Brasil a pouco tempo por incentivo de terceiros financiarem a compra. Isso se dá pelo fato de os livros da Universo dos Livros terem um valor exorbitante. Falo sério! Esse foi 45,00 e o Amante Finalmente que o 11º de IAN está saindo 50,00 reais. Isso é caro! Fora que os livros são reduzidos… eu posso dizer isso por ter lido os originais e ter lido a versão brasileira. Tem gente que acha que pagar 39,90 em um livro é caro… Eu sei que para alguns é realmente caro, mas tem gente que vai no cinema na quarta-feira e gasta 100,00 reais e acha caro dá menos da metade em um livro.

Desabafo básico!

Antes de eu falar realmente do livro vou avisá-los do conteúdo com as belas palavras de J. R. Ward:

“Sedutor, erótico, intrigante.”

Sacou ou tá difícil?

O Beijo da Meia-Noite – Série Midnight Breed #1 – Lara Adrian

“Um estranho moreno e sensual a observava do outro lado da boate, e foi capaz de despertar as mais profundas fantasias em Gabrielle Maxwell. Mas nada a respeito desta noite – ou deste homem – é o que parece. Pois, quando Gabrielle presencia um assassinato nos arredores da boate, a realidade se transforma em algo obcuro e mortal. Nesse instante devastador, Gabrielle é lançada em um mundo que jamais imaginou existir – um mundo onde vampiros espreitam nas sombras e uma guerra de sangue está para começar. Lucan Thorne despreza a violência de seus irmãos sem lei. Ele próprio um vampiro, é um guerreiro de Raça, e jurou proteger sua espécie – e os humanos imprudentes com quem convivem – da ameaça crescente dos Renegados. Lucan não pode arriscar um relacionamento com uma mulher mortal, mas, quando seus inimigos escolhem Gabrielle como vítima, sua única escolha é trazê-la para o escuro submundo que comanda. Aqui, nos braços do intimidante líder da Raça, Gabrielle enfrentará um destino extraordinário, repleto de perigos, sedução, e dos mais sombrios prazeres… ” Sinopse via Skoob.

A História: Gabrielle Maxwell é uma solitária fotografa bastante renomada que vive muito bem em Boston. Mesmo tendo alguns amigos de confiança, ela tem um costume de zanzar por aí sozinha e tirar fotos dos lugares mais macabros e aparentemente desabitados nos arredores da cidade. Após uma exposição, os amigos a forção a uma comemoração em uma boate. Bem, deu para perceber que Gabrielle é uma artista de alma solitária e antissocial. Ao sair da boate, ela acaba presenciando um assassinato pelo que ela acha serem vampiros.  Nem mesmo ela quer acreditar nisso quanto mais a policia! Tachada de louca, ela volta para casa e tenta seguir a vida, mas morta de medo a cada vez que tem de sair de casa.

Lucan Thorne é um Raça, um vampiro por assim dizer, que descende de um dos oito alienígenas, chamados de Antigos, que desembarcaram na terra e dizimaram com muitas populações, entre elas a Atlântida e os Maias.  Ele não é somente um Guerreiro da Ordem (grupo composto por guerreiros da Raça) mas também seu líder. Esta Ordem que luta contra Renegados, que são vampiros que se perderam para o vício de sangue, é seu maior tesouro assim como os outros guerreiros são como irmãos. Tendo que lutar não só com Renegados, mas consigo mesmo que começou a muito declinar ao vício, a Sede de Sangue.

Gabrielle é uma companheira da Raça, são mulheres pré-destinadas por uma marca de nascença a serem companheiras dos vampiros. É claro que ela não sabe nada disso e eu senti um pouco de raiva do Lucan por ele demorar mais da metade do livro para dizer a ela… E bem, não é ele que vai contar e sim um dos outros guerreiros que deve fazer isso por ele. Porém, as coisas saem dos trilhos e Gabrielle se mostra uma mulher forte e corajosa mesmo nas piores situações.

Neste livro conhecemos a Ordem e temos uma introdução a história de como surgiu a Raça no planeta, mas até aonde eu li, ninguém sabe de onde os  Antigos são ou o que os levaram a Terra. Conhecemos os outros membros da Ordem e um pouco de suas vidas. Porém, é como todo primeiro livro, temos uma introdução básica. Ainda não foram mostrados os vampiros ‘civis’, os verdadeiros policias da Raça, as regras, a hierarquia.

Em resumo é um livro muito bom, mas agora vamos explorar os outros lados dele.

A Capa: Quase perfeita, o que me faz pensar: existe uma quase perfeição? É perfeito ou não é perfeito? Então, não seria imperfeito?

O fundo é lindo com as estrelas, a lua, o mar… Mas ficou ridículo essas criaturas na frente, a posição, as pernas cortadas… Talvez fosse para deixar mais óbvio que é um livro erótico, mas ficou feio! Estragou a capa…

Nas capas estrangeiras, sempre tem representado um dos personagens ou os dois e passa a mensagem legal do livro. Porém, a capa brasileira não me satisfez!

USA

Alemanha

 

 

 

 

 

 

 

 

A Tradução: Infantil. Se perdeu a essência na tradução? Não. Porém, as falas parecem infantis e melosas. Esse problema dos palavrões é ridículo de ser discutido! Se a escritora colocou ali é para está ali, faz parte da personalidade do personagem! Fora as frases que ficaram mal construídas devido a algumas gírias americanas.

Decepcionante? Não.

Ruim mesmo é quando se corta partes essências da estória como foi feito com os primeiros livros de IAN. Dessa vez não senti falta de nada na estória, mas faz muito tempo que eu li o 1º, então, não posso afirmar nada.

(Links das fontes nas imagens!)

Beijos, May.

Romances Eróticos…

Romances Eróticos

Aparentemente virou moda entre as editoras lançar Romances Eróticos com foco principal em relações com BDSM. Claro que não é de hoje que Romances Eróticos são lançados aqui no Brasil, dando o exemplo da Editora Harlequin Books Brasil que a muito tempo vem lançado livros e mais livros do gênero. Porém, não é somente a Harlequin que está nesse ramo como também a Universo dos Livros, a Novo Século e outras poucas que lançaram o meu gênero favorito: Romances Eróticos Sobrenaturais. Que tem sim uma diferença da enxurrada de livros BDSM.

Em primeiro lugar, séries como a de E. L. James vem dominando o mercado editorial lá fora agora se introduzem aqui no Brasil esse ano com tudo que tem direito. Vale falar também que Cinquenta Tons de Cinza abriu portas para muitos escritores adeptos deste gênero, mas já existiam bastantes livros desse ramo. E como falar do caso de Crepúsculo: Já havia mil e um romances sobre vampiros, mas foi o surgimento da Saga Crepúsculo que fez o mundo amar os vampiros e alcançar lugares que nem Anne Rice conseguiu! E olha eu sou uma amante dos vampiros de Anne Rice e Sherrilyn Kenyon.

Até Anne Rice arriscou nos Romances Eróticos BDSM com Trilogia Erótica,  uma versão distorcida de a Bela Adormecida. Pegando carreira na onda de E. L. James tem Sylvia Day com Toda Sua que eu esse mês lanço resenha dando minhas mais profundas percepções desse 1º vol. da Série Crossfire. Ainda tem muitos livros que vão pirar a cabeça de muitas mulheres brasileiras e enlouquecer muitos homens. E claro que toda essa febre ganhou destaque nas principais revistas do Brasil.

Então, esse ano vai ter muito Romance Erótico com BDSM, Sobrenatural e até umas loucuras que eu comprei em e-book.

Beijos, May.