Livros, Resenhas

|RESENHA| Dez formas de fazer um coração se derreter, de Sarah MacLean

SAMSUNG CSC

Caros leitores,

Não é a primeira vez que um boletim causa rebuliço na vida pacata de algum aristocrata, decerto devem lembrar da ilustríssima Lady Whistledown (Os Bridgertons). Apesar de as Crônicas da Sociedade de Lady Whistledown serem um jornal de fofocas muito verossímil, que nunca deu tréguas para a sociedade ou escondeu através de iniciais a identidade dos citados, nunca fez que um lorde desejasse fugir para as Américas. Todavia, queridos leitores, sabemos que não há nada que cause mais pavor a um lorde do que uma horda de moças solteiras e nada traz mais terror que suas mães casamenteiras.

Imagina como desesperado lorde Nicholas St. John ficou ao ser citado pela revista feminina Pérolas e Peliças em sua mais nova coluna, Lições para Conquistar um Lorde, como um dos mais desejáveis solteiros disponíveis. O pobre coitado começou a ser seguido em todos os cantos, em casa, na taverna e até mesmo na Sociedade Real de Antiguidades. E não só por damas na idade de casar, as casadas e as moças de origem mais simples também. Então, fugir de Londres para caçar a irmã do duque de Leighton parece ser a desculpa perfeita para colocar o pé na estrada e dar o fora da loucura que se tornou a cidade.

Por outro lado, salvar a misteriosa lady Isabel Townsend na esquecida Yorkshire de ser atropelada por cavalos não estava nos seus planos. Mal sabe Isabel, mas Nick tem uma queda por donzelas em perigo e seus segredos, mais especificamente os segredos que Isabel quer manter escondidos a todo custo. Evidentemente, Nick não poderá deixar de lado a curiosidade pela dama em questão e nem por sua rara e preciosa coleção de estátuas de mármore. Sendo assim, permanecer naquelas terras tem um certo apelo. Apelo esse que é mais veemente pela mulher forte e espirituosa do que pelas estátuas em si.

Contudo, não pense que será fácil para o nosso herói conquistar tal mulher. A confiança de Isabel não é dada livremente, ela deve ter cuidado com cada informação que solta. Muitas pessoas dependem dela, seu pequeno irmão e duas dúzias de mulheres que ela abriga. Mulheres de classe baixa, filhas da pequena aristocracia, esposas maltratadas, prostitutas. A Casa de Minerva deve sempre se manter como um segredo bem guardado ou todos que precisam dela vão sofrer. Quanto mais rápido lorde Nicholas identificar as estátuas e vendê-las, melhor; mas é quase impossível esconder algo de um rastreador treinado como ele.

Essa é o tipo de história de amor que trata sobre segredos e velhas feridas, esperança e confiança. Sobrepor o passado de cada um é a verdadeira batalha, como amar alguém e ter um casamento feliz se nenhum dos dois teve algum exemplo? A mãe de Nicholas abandonou o pai para viver uma aventura, deixando o marido devastado. O pai de Isabel viveu uma vida de devassidão em Londres, esqueceu dos filhos e da esposa no campo, esposa esta que sofria, que o amava, que o queria de volta e viveu seus últimos dias amargurada. E isso os tornou tão fragilizados e ao mesmo tempo fortes, que eles prosperaram na tristeza de assistir aos pais definharem por amor.

A estória de Nick e Isabel tem uma trajetória clara. Isabel precisa confiar em Nick e ele deve ser aberto sobre o que o levou a Yorkshire. E, por fim, necessitam deixar o passado para trás e traçar o próprio futuro. Só que confiar em alguém com a dimensão dos segredos de Isabel não é fácil. Abandonar a visão da mãe definhando em uma casa aos pedaços à espera do marido por anos é quase impossível. Então, Isabel chega a ser exaustiva e, mesmo assim, eu a entendo, compreendo. E se em alguns pontos eu fiquei exausta com ela, esses foram compensados naqueles em que eu senti a determinação, o desespero e a tristeza. Mais uma vez Sarah MacLean criou uma personagem tão forte que me chamou mais atenção do que o protagonista masculino, o que é bem raro. E, mesmo assim, eu estou tão ansiosa para conhecer mais do Simon (Duque de Leighton) no último livro dessa trilogia, mas também não quero que termine…


9788580415292Título: Dez formas de fazer um coração se derreter (Os números do amor; 2)

Autor (a): Sarah MacLean

Editora: Arqueiro

Edição: 1 ed.

Ano: 2016

Páginas: 348

Skoob: Adicione!

Compre: Amazon

Beijos, May.

Anúncios

2 thoughts on “|RESENHA| Dez formas de fazer um coração se derreter, de Sarah MacLean”

  1. Tenho que dizer. Os livros que você lê realmente não são muito a minha praia, mas suas resenhas valem totalmente a pena. Queria que todo mundo escrevesse resenhas assim, como devem ser. Ótimo texto, sério. ❤

    Curtir

Gostou? Não gostou? Deixe seu comentário, vamos ficar muito felizes em respondê-lo!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s