Diário de Leitura

Diário de Leitura #02: pensando…

Olá, leitores!

Chegando um pouco tarde com o ‘Diário de Leitura’ da segunda semana de maio, mas o que vale é a intenção. Mentira! O que vale mesmo são as leituras maravilhosas que fiz e que indicarei neste post para vocês, sendo requerido um certo preparo psico-emocional. Venham de mente e coração abertos, as leituras dessa semana mexeram comigo de um jeito bom e espero que inspire vocês a dar uma chance.

Diário de leitura - 2a semana

Comecei e terminei a semana lendo O feiticeiro de terramar, precisei pegar o ritmo dele e depois seguir devagar com o vento mundano em direção ao Mar Aberto para poder apreciar o passeio. Enquanto isso, para dar um toque romântico, li Romance com o duque, primeiro volume da série Castles Ever Afterda Tessa Dare. Lá vem a louca dos Romances de Época…

Tem esse padrinho distante de várias meninas, ele morre e decidi deixar castelos para as afilhadas. Uma dessas afilhadas é a Izzi Goodnight, filha de um escritor de histórias de ninar super famosas e da qual a maior inspiração foi a Izzi.

“Feche os olhos Izzi, que eu irei lhe contar uma história…”

Os Contos de Goodnight são famosíssimos na Inglaterra, há pessoas que fazem cosplay (!) dos personagens, que andam por aí como o exército fictício, que amam e escrevem para a Izzy querendo saber qual é a verdadeira identidade do Cavalheiro das Sombras…

E a Izzi? A menina que deveria ter lindos cabelos lisos cor de ébano e olhos de uma cor deslumbrante não existe na realidade, ou numa realidade tão bonita e ingênua. Desde que o pai morreu sem ter nenhum cuidado com ela, Izzy vive pela simpatia dos fãs do pai, são eles que lhe dão um teto e comida. Até seu padrinho, bem distante, lhe dar um castelo com tudo dentro. Isso incluí um duque mal-humorado, cego e sendo acusado de insanidade.

Se eu amei esse livro? Claro que sim. Nada faz melhor para a minha alma que um romance doce, engraçado e que tenha algumas surpresas.

Porém, foi a calmaria antes de uma bela dose de tortura emocional. O livro seguinte, A redenção, da Lisa Kleypas, foi um livro que eu não sabia que precisava. Um pouco sobre o livro e minha percepção dele está no post A redenção: relacionamentos abusivos e violência doméstica. Recomendo que vocês leiam isso, pensem na vida, nos seus relacionamentos e nos dos outros, e estendam a mão quando alguém precisar de ajudar. É muito fácil virar a cara e fingir que não escultamos os gritos.

O clima pesou na minha cabeça, decidi ler algo que fosse engraçado e bobo. Ou seja, li Delivery Girl, da Lily Kate, indicado por várias meninas de um dos grupos que eu participo no Facebook. É aquele típico livro: vamos morrer de rir, depois torcer para que o casal fique junto, depois chorar e, por fim, suspirar no final perfeito. Apesar de que não foi um final perfeito, já que (como na vida real) nem tudo tem solução.

Tendo em vista essa capa, deixa eu explicar melhor esse livro. Lá está uma menina bonitinha ajudando o pai na pizzaria, liga um cara e pedi uma pizza com um sorriso. Ela vai entregar a maldita pizza com sorriso. Contudo, ao chegar na porta da casa indicada, ela começa a ouvir uns barulhos bem reconhecíveis. Em outras palavras, algumas pessoas fazendo sexo. Ela se esconde no mato e espera, depois de um tempo toca a campainha e eis que surge um jogador de hockey pelo qual ela é fascinada só de toalha.

Ela estuda Contabilidade, mas quer ser comediante. Ele é um jogador do Minnesota, mas que ir para um time maior e, para isso, precisa seguir pianinho para conseguir uma agente incrível. Tal agente, devido a problemas passados com diversos jogadores e pensando no material publicitário, não que que seus jogadores se envolvam em relacionamentos sérios. Coitada da pobrezinha, ele vai continuar pedindo pizzas e ela entregando. Eles viram amigos, depois amigos com benefícios e, sem seguida, o céu é o limite para o amor deles.

Como eu disse, terminei a semana com a mais alta magia, O feiticeiro de terramar, da Ursula K. Le Guin. Pretendo falar dele com exclusividade em breve, merece um altar para eu exaltá-lo e adorá-lo e…

E vocês… o que andaram lendo nessa segunda semana de maio?

Beijos, May.

Anúncios

4 thoughts on “Diário de Leitura #02: pensando…”

  1. Oi May!
    Estou relendo “Os Crimes do ABC” da maravilhosa Agatha Christie (amo muito).
    Em breve pretendo continuar relendo Harry Potter (amém).
    E estou pensando em começar algum da Lispector (meu amor).
    Quero só ver onde ficam os textos da Universidade rs…
    Abraços!

    Curtido por 2 pessoas

Gostou? Não gostou? Deixe seu comentário, vamos ficar muito felizes em respondê-lo!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s