Diário de Leitura

Diário de Leitura #04: não cumprindo as metas…

Olá, leitores!

Sabe aquela pilha de livros que eu tinha selecionado no início do mês de maio? Pois é, ela ainda existe. Como vocês puderam notar, não sou uma pessoa de seguir metas. Além disso, tenho uma péssima mania de ler coisas desnecessárias. Foi proveitoso de qualquer maneira, não sabia que estava tão descontrolada. E também gostei muito de conversar com vocês sobre as leituras a cada semana. O plano agora é tentar continuar com os diários, manter um nível de controle e conversar com vocês. E como eu fui na última semana de maio?

Descontrolada.

Vocês não irão sentir isso tanto com o diário de hoje, tentei manter um nível normal e tive que ler algumas coisas para um projeto cultural e para um outro da faculdade. Contudo, vocês sentirão meu descontrole no diário sobre essa semana. Estou escrevendo este post numa quinta, li 3 livros e 4 contos (short story), cerca de 50 a 80 páginas cada um. Nem sei como eu irei falar de tudo isso, sendo que estou terminando mais dois livros agora. Isso é definitivamente um problema. Eu tenho essa mania de ler demais quanto mais ocupada eu fico, quanto mais os prazos me apertam e quanto mais estressada eu estou.

Sabe o que é pior? Quando o que estava me sufocando passa, entro em um nível superior ao tédio e não consigo fazer nada. Nada vezes nada. Não consigo me concentrar para ler ou assistir um dorama. Não sinto felicidade nas minhas atividades rotineiras. Depois de anos tendo que conviver com esses momentos, sei que preciso ler um monte de livros clichês e impossíveis para desanuviar minha mente. Daqueles bem ao estilo da Alexa Riley, que errou feio na mão no livro que li dela na terceira semana, mas que normalmente me fazem bem.

Comecei a semana lendo Sold To My Father’s Friend, deu para sacar a pegada só pelo título. Fui ler só por causa do título, estava com vontade de ler um livro clichê que não fosse da Alexa Riley, já que ela havia me decepcionado tanto. Apesar de ser um clichê, uma história curta e não ter nada de mais, eu gostei da forma como a autora escreve. Ela consegue transmitir as sensações corretas através dos seus personagens, Angelique e Jace.

A história dos dois é bem simples, o pai de Angelique trabalhava para o Jace em um cargo de confiança, ele roubou muito dinheiro. O Jace vai cobrar e acaba levando a Angelique como garantia. Só que eu pensei que o Jace tinha algum negócio ilegal, mas na verdade ele tem uma editora de alto naipe. No final, eu vou contar porque é óbvio, eles ficam juntos e felizes, ela escrevendo romances e ele beijando o chão que ela passa. É bonito, soltei algumas lágrimas e segui com a vida.

Logo em seguida, comecei a ler Um acordo de cavalheiros, livro novo da Lucy Vargas. Não terminei ainda, pois quero dar a devida atenção. Além disso, é muito bom para eu ler só de uma vez e ficar arrependida de não ter aproveitado depois.

Vision in silver, da Anne Bishop, foi o auge. Eu amo essa autora, essa série, os personagens, a trama, o universo. Ela voltou um pouco atrás no romance, que tinha começado a evoluir a passos de bebê no livro anterior. Não perdeu nada, eu adoro a forma como ela está evoluindo a amizade entre a Meg e o Simon, deixando em evidência toda a trama política e o futuro catastrófico se desenrolar. Porém, ela deu a entender que há algo a mais para o próximo livro. É interessante como os dois reagem um ao outro. Eles são amigos, são confidentes e tão fofos juntos. O Simon não é humano e não sabe como expressar as coisas que ele sente pela Meg, sendo que nem ela sabe como reagir também. Nesse livro, ele luta muito em saber se ele está se tornando humano demais por usar por tanto tempo a pele humana. Ao mesmo tempo que coisas horríveis começam a aparecer, ser humano vira sinônimo de podridão. Saiba mais dessa série na postagem Anne Bishop está me enlouquecendo!, aproveitem e comecem a ler The Others ❤

No sábado, eu estava entrando no meu nível hard de procrastinação, e li dois contos lindos e doces da Alexa Riley, Holding His Forever e Paying Daddy’s Debt.

Eu adoro esse sistema de recomendações que levam em conta o que nós lemos e visitamos no site da Amazon, dando indicações certeiras. Toda vez que eu ligo o Kindle aparecem várias recomendações, os livros da Trilogia Saints sempre entre eles. Fui bisbilhotar e fiquei interessada, mas cada e-book estava saindo por uns 10 reais. Lembrei que, por acaso, eu voltei a assinar o Kindle Unlimited depois de uma baita oferta de assinatura de três meses por 3,00 ou 2,00 reais. E, logo em seguida, pensei em por que não colocar minha assinatura para trabalhar antes de expirar?

Foi a melhor forma que eu gastei meu dinheiro em todos esses 5 meses de bolsa!

O primeiro livro, Gabriel, não foi nada de mais, dentro de tudo que eu já tinha lido sobre mafia e organizações semi-criminosas. Meio clichê, algumas intrigas entre o casal protagonista e um final feliz. Por isso, eu deveria não ter gostado tanto. Eu tenho essa tendência a procurar um diferencial. Só que eu não consegui largar o livro até a última linha. Eu abri o e-book e foi amor à primeira vista, eu viajei entre o amor e ódio, desejo disfarçado, entre eles. Quis esganar o Gabriel muito, muito mesmo. Micaylah é um sonho molhado de mulher, incrível em sua força e tempestuosa na dor. Eu amei.

Assim que terminei Gabriel, comecei Raziel e depois Elemiah. Fechei essa trilogia na segunda-feira, já em abstinência de Saints. E me deixem adiantar que Elemiah mexeu com os meus conteúdos, vamos falar dele em breve. Agora, eu estou com quatro livros de outra série da autora me esperando. Então, até logo!

Beijos, May.

Anúncios

5 thoughts on “Diário de Leitura #04: não cumprindo as metas…”

  1. Também estou com uma pilha atrasada. E como a Samy diz, “meu dedo de comprar” não se controlou, e acabei comprando 17 esse mês, estou esperando chegar.
    Precisamos nos organizar melhor . hahaha

    Curtido por 1 pessoa

  2. Sobre a metas e descontrole?

    Claramente eu mês passado.
    Minha gente…
    O dedo coçou, a mão tremeu, o cartão que eu uso não deu… Comprei no cartão de outra pessoa, no boleto…
    Quando a conta chegou?
    Socorro!
    Fiquei com a mão na cabeça.
    Me descontrolei mesmo 🙈🙈
    A pessoa leu algum? Não!
    Estava relendo Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban. 😍
    Esses mês comprei apenas um livro. Sendo que os do mês passado terminaram de chegar ontem.
    Ô minha gente, os da Julia Quinn estavam em uma super promoção no Submarino. Me controlei até dizer chega!
    Tipo… Já na hora de pagar eu desisti.
    O bolso dói, mas é lindo quando eles chegam em casa 😍😂

    Curtido por 1 pessoa

    1. Penso exatamente a mesma coisa, me descontrolei, comprei, comprei mais, estou esperando chegar pacotes ainda, não li nenhum, abri a caixa dos que chegaram só pra olhar, a caixa continua cheia com os livros que trouxe e pegando poeira…

      Curtir

Gostou? Não gostou? Deixe seu comentário, vamos ficar muito felizes em respondê-lo!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s