Indicações, Leitor Contagiante, Literatour, Livros, Mês a mês, Metas 2018

Mia Couto: para ler, reler e inspirar

Mia-Couto-capa-poemas

Imagine que você é um pescador que vai ao mar e se perde por longos dias. Em determinado momento, seu estômago começa a protestar e a fome ameaça te levar à loucura. Você não tem isca para pescar, por isso não tem o que comer. Cansado, sedento, faminto, alucinando, você chega ao extremo da insanidade e arranca um dos próprios olhos para usar como isca.

Foi assim que conheci Mia Couto. Continue lendo “Mia Couto: para ler, reler e inspirar”

Anúncios
Resenhas

Resenha: Até o fim do mundo, de Tommy Wallach

Seattle.

Pares tidos como perfeitos, mal-entendidos que levam a bullying, dramas familiares e pessoais… Vidas aparentemente “normais”… Perspectivas – ou falta delas. Agora, sob um novo prisma: Continue lendo “Resenha: Até o fim do mundo, de Tommy Wallach”

TAGS

Tag me or not!

Olá, leitores!

Ano passado, eu aboli as tags do blog. Estávamos passando por uma fase em que toda a tag era igual ou tão parecida que nem tinha mais graça, fora as respostas que estavam se repetindo muito. Aí, claramente, cutuquei o Roh e disse para parar com as tags, que elas estavam sem conteúdo; e ele, obviamente, não concordou. Mais de um ano de descanso, eu selecionei algumas tags – das que fomos marcados por outros projetos e por vocês através das redes sociais – para serem respondidas. Porém, vocês irão votar em somente duas para serem respondidas. Continue lendo “Tag me or not!”

Resenhas

Resenha: Entre quatro paredes, de B. A. Paris

O louco dos thrillers psicológicos ataca novamente! Eu.

Todos sabem e quem não sabe deveria saber: eu AMO um thriller psicológico! É por esse motivo que venho trazer aqui para vocês uma de minhas melhores leituras de 2017 e que você deve ler em 2018. Entre quatro paredes.

Continue lendo “Resenha: Entre quatro paredes, de B. A. Paris”

Resenhas

Resenha: Androides sonham com ovelhas elétricas?, de Philip K. Dick

Oie! Tudo bem com vocês?

Hoje trago resenha de um dos meus livros favoritos que foi relançado ano passado: “Androides sonham com ovelhas elétricas?”de Philip K. Dick. É um livro distópico de ficção publicado pela primeira vez em 1968. Continue lendo “Resenha: Androides sonham com ovelhas elétricas?, de Philip K. Dick”

Lançamentos

Uni-Duni-Tê, o escolhido foi você!

Olá, leitores!

Estou muito ansiosa com a visita do carteiro, corro para a janela toda vez que tocam a campainha e fico frustada porque não são meus livros. Ainda não sei se escolhi certo o livro do mês ou se deveria ter pensado com mais calma antes de sair solicitando, mas todo mês sofro com o mesmo dilema depois de pedir os livros da parceria com a editora Arqueiro. E eu deveria saber, depois de quatro anos de parceria, que janeiro é o mês em que dois livros não são suficientes! Continue lendo “Uni-Duni-Tê, o escolhido foi você!”

Resenhas

Resenha: Fera, de Brie Spangler

Olá, tudo bom com vocês?

A resenha de hoje é sobre um livro ambíguo desde o título. Quando pensamos em fera, a primeira coisa que nos vem à mente é um animal não domesticado e bravo. Outros já pensam no personagem de “A Bela e a Fera”, mas imagina só se você fosse conhecido como a fera na escola e no meio social; como você imagina que deveria ser sua aparência? Continue lendo “Resenha: Fera, de Brie Spangler”

Promoções

Que tal um exemplar de Origem só seu?

Olá, leitores!

A postagem é curtinha, mas especial. Em parceria com a Editora Arqueiro, sortearemos um exemplar de Origem, do Dan Brown, para um dos nossos leitores pelo Instagram. Além de anunciar o sorteio, postar o link e discutir as regras, já vou avisando que leitor do blog tem chance extra! Revelarei no final da postagem, okay? Continue lendo “Que tal um exemplar de Origem só seu?”

Resenhas

Resenha: Juntando os pedaços, de Jennifer Niven

Olá, gente!

Eu sou o Vinicius Milhomem, estudo Letras na UFAM e resolvi fazer um bico aqui no blog (quem sabe até conseguir uma vaga como resenhista). A resenha de hoje é do livro “Juntando os pedaços” da Jennifer Niven, acho que a maioria já conhece essa rainha de outros trabalhos. Escrevo esse texto pois vocês precisam conhecer essa obra. Com uma escrita simples e fluida, devorei as quase 400 páginas em quatro dias. Continue lendo “Resenha: Juntando os pedaços, de Jennifer Niven”