Universo do leitor

O Mundo Sombrio de Sabrina

Happy Halloween!

E Feliz Aniversário, Sabrina!

O Mundo Sombrio de Sabrina é uma releitura macabra de Sabrina: a aprendiz de feiticeira, uma série teen. Eu lembro de ter assistido alguns episódios quando criança e assistido os filmes, que passavam várias vezes na Sessão da Tarde. Só que a Sabrina da Netflix não tem muito em comum com aquela outra Sabrina, ela veio em um pacote mais interessante…

Todo o visual da série tem uma pegada dark, obscura. O plano de fundo é a cidade de Greendale, que possui uma história rica e um coven ativo de adoradores do Senhor das Trevas. Sim, vamos ter uma culto satânico com preceitos completamente inversos ao catolicismo. Preparem-se para coisas tão absurdas que você só poderia rir de tão louco que é.

A Sabrina concorda comigo, sua natureza mestiça não consegue aceitar certos costumes do seu lado bruxa. Ela, aos 16 anos, terá que assinar O Livro da Besta e estar a serviço d’Ele como se fosse um batismo. Este é o início da série, Sabrina contestando o caminho do Senhor das Trevas e indo contra a herança da família paterna. Ao mesmo tempo, Sabrina é uma garota de 16 anos vivendo o primeiro amor e com amigas que ela quer muito proteger.

Conciliar seu lado bruxa com seu lado mortal, e interferir onde não deveria, são o charme dessa bruxinha. O que não a deixará ilesa da manipulação dos servos do Senhor da Trevas. No decorrer da série, ou pelo menos nessa primeira parte, Sabrina vai definir propósitos maiores que manter os mortais que ama salvos. Apesar de que esse propósito é bem nobre, vai levá-la a mexer com poderes que vão além.

Como todos os personagens tem função, graças a Satã, alguns enredos em paralelo desenrolam-se ao passar dos episódios. Nem tudo gira entorno da Sabrina, cada um tem seu próprio drama, o que enriquece a trama. Os episódios ganham dinamicidade, as pessoas ligadas a Sabrina são interessantes e eu já tenho os meus favoritos.

Com um toque de terror, ocultismo e, é claro, muita bruxaria, essa é uma indicação óbvia para o Halloween. Dá um medinho de vez em quando, mas é para dá um gás a mais. Eu gostei muito, devorei a série e já quero a segunda parte!

É isso por hoje! Espero que tenham gostado. Eu não sou de assistir séries e filmes, não sei falar sobre isso. Peço desculpa se ficou superficial. Vamos elaborar nos comentários 😉 Vou aproveitar o resto do Halloween para ler uma série de livros com inspiração em fantasias… Não pergunte ou pergunte.

Beijos, May.

11 comentários em “O Mundo Sombrio de Sabrina”

  1. Oi May
    Sabrina: a aprendiz de feiticeira marcou bastante a minha infância.
    Assim que fiquei sabendo dessa série fiquei animada, principalmente por gostar de releituras e de histórias de terror, horror…
    Infelizmente não poderei assistir agora ( a Universidade anda sugando minhas forças), estou fugindo de um spoiler atrás do outro (principalmente da minha irmã que já começou a assistir).
    Estava vendo o trailer, a fotografia da série parece ser show!

    Feliz Halloween! 👻

    Curtido por 1 pessoa

    1. Sim, a fotografia está maravilhosa! As inspirações foram o que me levaram a ficar apaixonada desdo primeiro episódio ❤

      Diga a sua irmã que a Netflix está com campanha no Twitter para amaldiçoar quem estiver dando spoiler, tem que tomar cuidado…

      Espero que você assista logo!!!

      Bjs

      Curtir

      1. Oi May!

        Ainda não consegui assistir. Fim de semestre, aí já viu…
        Mas nas férias, como dizem aqui na Bahia, vou “meter o louco” e colocar as séries em dias.

        Ela e “A Maldição da Residência Hill”.

        😘

        Curtir

  2. Eu amei a série. Fiquei interessada em assistir devido aquela sabrina com seu gato preto que passava antes na tv bem juvenil não lembro de ter sido série mas lembro dos filmes.
    Assistir tudo em 2 dias.

    Curtido por 1 pessoa

  3. Agora posso vir aqui comentar, porque maratonei a temporada nesse fim de semana, e antes disso estava fugindo de spoilers. Concordo com os comentários anteriores. Eu também cresci assistindo à série, que durante muito tempo passava após o programa da Eliana. Nostalgia total. Por ser um fã da série original, obviamente não me abstive de fazer comparações, e posso dizer que a única coisa que esta releitura tem de semelhança com a série original é a premissa: bruxa órfã e adolescente é criada pelas tias. De resto, resolvi encarar como uma série nova ao invés de um reboot, e deu supercerto. Essa repaginada que eles deram é muuuuuuito mais a minha cara, com rituais satânicos, invocação de demônios, covens e até a presença do capeta em sua mais bela forma de bode. Harry Potter, por mais que seja minha saga favorita na face da terra, deixou a gente muito mal acostumado com bruxos excêntricos e que não tinham muito a ver com a bruxaria tradicional do ocultismo e do satanismo, nos moldes que a gente pode conferir no filme ‘Abracadabra’ com as irmãs Sanderson. A série tem alguns pontos fracos, como o fato de que a Sabrina é um baluarte do feminismo, mas em vários momentos estava se prendendo a um macho. tornando-se contraditória [e eu desejo de todo meu coração que eles não invistam em um triângulo amoroso, porque puta merda né, ninguém merece]. Como de costume, a protagonista foi quem menos me encantou [em HP, por exemplo, o Harry é bem sem sal e um dos personagens mais desbotados na minha opinião]. Em quesitos de atuação, as tias foram a melhor coisa da série. Zelda e Hilda são duas personagens muito fodas, em níveis diferentes, que foram trazidas perfeitamente à vida pelas atrizes que as interpretaram. Ambrose também foi um colírio pros olhos e o arco dele precisa ser bem mais desenvolvido numa próxima temporada. Aliás, a próxima temporada [já confirmaram se vai ter?] será muito mais complexa, principalmente pelo fato de que todo mundo em Greendale tem alguma ligação com as Treze. No geral, eu gostei muito da série [a fotografia, inclusive, além de bonita, foi inovadora, nunca tinha visto cenas inteiras serem filmadas com o foco no centro e os cantos desfocados], e mal posso esperar pelo especial de natal que vai ser liberado no dia 14 de dezembro. Inclusive, fiquei tão animado que ganhei novas inspirações para a história de Edgar e Klaus. Aaaaaaaaaarghgh…

    Curtido por 1 pessoa

    1. Yeeeeeeeees!!! Preciso de mais Klaus 💖 Gostei ainda mais de Sabrina agora… Sim, eles confirmaram a segunda temporada, mas eu estava por fora desse especial. A fotografia e toda a coisa da religião satânica foram o que realmente me prendeu nos primeiros episódios, a Sabrina me irritou com o ar tipicamente adolescente e a necessidade de não abandonar o macho dela. Ninguém merece triângulo amoroso! Adorei as tias, as amigas dela e o Ambrose ❤ Olhando em como terminou a série, acho que vão explorar o Ambrose mais com certeza! Espero… Bjs ❤

      Curtido por 1 pessoa

Gostou? Não gostou? Deixe seu comentário, vamos ficar muito felizes em respondê-lo!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s