Resenhas

Resenha: Marionete, de Daniel Cole

Como se pega um assassino que já está morto?

Essa é a questão que inicia o curioso novo caso que vemos no livro Marionete, de Daniel Cole. Mesmo autor de Boneco de pano. Caso você ainda não conheça Boneco de pano, pode começar lendo a resenha que fiz aqui no blog.

2019-07-22 02.19.49 1.jpg

Em Marionete vamos acompanhar a detetive Emily Baxter, agora inspetora-chefe. Meses se passaram após o famoso caso Boneco de pano e Baxter ainda não consegue dormir direito à noite, mas é quando um agente da CIA e uma agente do FBI batem em sua porta com um caso dos Estados Unidos e um corpo com nome de William Fawkes pendurado feito uma marionete e a palavra ISCA gravada no peito que ela se assusta e fica atenta no mesmo momento.

Baxter foi procurada para ser transferida para os Estados Unidos e participar do caso Marionete, tudo que ela menos quer é entrar em algo desse tipo, porém, acontece que eles precisam do nome da que solucionou o caso Boneco de pano para a mídia sentir confiança nesse novo caso.

Não bastando tudo isso, Baxter tem que acompanhar os agentes para interrogar Masse, o culpado preso pelo caso Boneco de pano, que ainda assombra as noites da inspetora. Mal esperava ela que logo após sua visita Masse seria assassinado na prisão por outro prisioneiro e pendurado com a palavra ISCA no peito também, próximo a ele um segundo corpo, o corpo do seu assassino que se matou em seguida e possui uma nova palavra gravada em seu corpo: MARIONETE.

Assim seguimos o caso em que já foram três corpos com a palavra ISCA bem ao lado de seus assassinos que comentem suicídio logo após o assassinato e com a palavra MARIONETE no peito. Como se pega um assassino que já está morto?

Acredito que outro ponto forte de Marionete é a presença mais forte de outros personagens e desenvolver eles de forma que você consegue se identificar, consegue se preocupar com o personagem e torcer por ele ou até contra ele. Vou fazer um breve resumo destes personagens mais presentes na trama:

Emily Baxter: personagem principal; ainda com traumas do caso Boneco de Pano; viciada em trabalhar; se bloqueia para ter relacionamentos, mas acabou de conhecer Thomas e não sabe lidar bem com isso.

Rouche: agente especial da CIA; devido ao trabalho passa muito tempo longe da esposa e de sua filha.

Curtis: agente especial do FBI; jovem, negra, empoderada; nova em casos desse tipo; nunca havia matado ninguém em um caso; pai abusivo.

Thomas: coadjuvante; entrou na vida de nossa personagem principal para um relacionamento amoroso, mas se irrita com o fato de Baxter não mostrar compromisso e nem demonstrar tanto seus sentimentos.

Vale lembrar também o importante papel que a mídia tem desde o primeiro livro. Baxter, por exemplo, só entra na investigação para causar boa impressão a mídia, logo em seguida pretendem retira-lá da investigação. O que é curioso pois também envolve a disputa de quem encontra a solução do caso entre os próprios agentes. Nova York não quer que Londres ganhe a atenção por qualquer descoberta do caso e acaba orientando seus agentes que até mantenham segredo de Baxter algumas informações que conseguem descobrir.

Em comparação com Boneco de Pano, eu posso dizer que fiquei imensamente feliz e grato por Daniel Cole conseguir não apenas escrever algo à altura, mas também de acabar se superando. Boneco de Pano foi algo incrível e do tipo que eu nunca havia visto em livros do gênero, era difícil imaginar que o autor fosse conseguir criar algo maior que isso e ainda melhorar. Sabendo que o próximo livro que encerra a trilogia já está sendo escrito fica o medo de o que está por vir, será que dá para se superar mais uma vez?

Então fica essa super super super dica para aqueles que amam thriller policial como eu, leiam e fiquem nervosos comigo na espera do desfecho dessa trilogia incrível!

Bjão


O LIVRO

Título: Marionete

Autor: Daniel Cole

Editora: Arqueiro

Páginas: 352

Ano: 2019

Adicionar: Skoob

Comprar: Amazon

6 comentários em “Resenha: Marionete, de Daniel Cole”

  1. Oi Rômulo, ‘Boneco de Pano’ foi o último livro que larguei hihi
    Achei a leitura bastante cansativa, li em algum lugar que ele foi escrito para ser uma série de TV, acredito que isso tenha me atrapalhado, até o momento não senti vontade de pegá-lo de volta, tanto que até apaguei do Kindle, fiquei meio desapontada, pois iniciei a leitura com altas expectativas.
    Mas me interessei por “Marionete” que tem como personagem principal, a minha personagem favorita do livro anterior.

    Curtido por 2 pessoas

    1. Chocado, eu gosto MUITO de boneco de pano mds.

      Caso tu queira, eu não vejo muito problema ler Marionete sem ter lido Boneco. Talvez possa valer a pena tentar! Qualquer coisa me contaaaa

      Curtido por 1 pessoa

  2. Oi!
    Ainda mão li “Boneco de Pano”, está na minha lista faz tempo, cheguei até colocar no kindle, mais não cheguei a ler ainda.
    A personagem Emily Baxter me fez lembrar um pouco da Clarice, de O Silêncio dos Inocentes.
    Abraços!

    Curtido por 2 pessoas

  3. Aos poucos estou aumentando meus gêneros literários. Ainda não comecei a ler thrillers mas prometo a você que vou adicionar a minha lista, May já me convenceu a ler romances de época, Monique está me incentivando a ler fantasia (pode ser) e terror (acho um pouquinho difícil) mas quero aumentar meus gostos e vocês são os melhores incentivadores que eu posso ter.
    Gostei dessa resenha me interessou muito, o bom que sei que terei que ler primeiro Boneco de pano para depois ler Marionete. Só me incomodou o fato de estarem querendo usar a Baxter para causar boa impressão e depois descartá-la isso já tem cara que vai dar errado.
    Obrigada por sempre nos dar ótimas indicações Rômulo e até breve.

    Curtido por 1 pessoa

Gostou? Não gostou? Deixe seu comentário, vamos ficar muito felizes em respondê-lo!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s