Resenhas

Resenha: Daniel, Daniel, Daniel, de Wesley King

Daniel, Daniel, Daniel foi escrito por Wesley King, que praticamente escreveu uma autobiografia ao falar de Daniel, contendo muito de si próprio em seu personagem.

Neste livro vamos conhecer o incrivelmente cativante Daniel. Ele acredita que é louco, pois possui certas obsessões incomuns e tenta esconder isso de todo mundo com receio de que descubram que ele é louco e o destratem completamente. Não que Daniel seja o garoto popular da escola; ele já quase não fala com ninguém, a maior parte dos breves momentos de contato que tem com os outros é porque Max, seu melhor amigo de infância, se tornou bastante popular e Daniel anda com ele sempre, acabando assim ficando sempre por perto dos populares.

Daniel é também o Kicker reserva do time de futebol americano de sua escola, porém, nunca joga e ele não se incomoda com isso. Ele nem gosta de futebol americano na verdade, fica sempre no bando e ajudando a distribuir água para os colegas de time.

Durante o dia, Daniel sofre pequenos momentos que ele chama de Choques, são situações que acontecem e ele tem um grande sentimento de que tudo vai dar errado e que ele vai morrer, então ele precisa se concentrar e sair da situação sem que ninguém perceba. Muitas vezes esses Choques tem relações com os números, matemática é a pior aula para Daniel, pois os números em sua maioria trazem essa sensação ruim e ele sequer consegue escrever determinados números. O 9 por exemplo é um dos piores!

À noite, antes de dormir é o pior momento. Daniel precisa seguir o seu Ritual para poder conseguir dormir. Ele começa o Ritual por volta das 2 horas ou 3 horas da madrugada e envolve ir até o banheiro em uma determinada quantidade de passos, escovar os dentes com uma determinada quantidade de escovadas de cada lado, voltar para o quarto e ligar e desligar o interruptor da luz determinadas vezes. Ele sempre repete várias vezes até dar certo levando até cerca de 3 horas para conseguir deitar e chorar de exaustão até dormir.

Daniel possui TOC (Transtorno Obsessivo Compulsivo), mas ele não sabe disso e por ele esconder acaba que ninguém sabe também.

É na escola que em determinado dia Sara dá oi a Daniel. Sara é uma garota especial que não fala com ninguém e está sempre com uma mentora acompanhando, ela faz aulas entre a turma especial. Sara percebe que Daniel é diferente como ela e por isso fala com ele, ela precisa da sua ajuda para desvendar o mistério do paradeiro de seu pai. Sua mãe diz que ele simplesmente foi embora, Sara acredita que o novo namorado de sua mãe matou seu pai e que sua mãe também está envolvida!

É entre Rituais compulsivos, uma misteriosa investigação de assassinatos e jogos de futebol americano que vamos acompanhar a vida de Daniel. Paqueras, estudos, notas e amizades também estão inclusas no pacote. É um livro super gostoso de ler, só com boas energias e bem leve, mesmo tratando de assuntos sérios. Que mostra que TOC é algo serio e não a sua mania de limpar e arrumar a casa ou a mesa do trabalho. Uma boa lição para se pensar e uma bela mensagem a passar principalmente aquelas pessoas que também possuem algum transtorno que elas não estão sozinhas no mundo, existem outros como elas.

Recomendo muito, muito, muito essa leitura a vocês com a certeza de que não haverá arrependimentos.

Bjão


O LIVRO

Título: Daniel, Daniel, Daniel

Autora: Wesley King

Editora: Rocco Jovens Leitores

Ano: 2019

Páginas: 280

Adcionar: Skoob

Comprar: Amazon

8 comentários em “Resenha: Daniel, Daniel, Daniel, de Wesley King”

  1. Rô, adorei a resenha!
    Antes de ler que Daniel possui TOC, eu já sabia, sou estudante de Pedagogia, consegui identificar rs
    É muito importante estarmos atentos ás pessoas ao nosso redor, principalmente aquelas mais próximas, para podermos então ajudá-los. Fico feliz que Daniel tenha feito amizade com Sara, aposto que eles vivem altas aventuras.

    Curtido por 1 pessoa

  2. Oi, Romulo!

    Engraçado, não é o tipo de livro que chama a minha atenção, acredito que pela idade do personagem, mas após ler a sua resenha, a curiosidade cresceu bastante.
    Vou ver se consigo colocar no kindle, por sinal, estou com um livro que foi indicado por você, vou começar a ler assim que a Universidade devolver a minha vida.

    Beijos!

    Curtido por 2 pessoas

Gostou? Não gostou? Deixe seu comentário, vamos ficar muito felizes em respondê-lo!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s