#LeituradaSemana, Livros, Resenhas

‘Lendo e Relendo’ A Seleção, Kiera Cass.

Banner A SeleçãoFonte: Blog Reticências.

Olá,

Depois de muito mimimi… Decidi ler A Seleção. Como vai ter evento aqui em Manaus, eu não vou pagar de poser. Mas já posso ir adiantando que me arrependo de não ter lido antes, talvez não tanto já que eu iria ter que esperar um certo tempo pela continuação. E nessa espera eu ia acabar pirando. Ou perdendo o ritmo! Essa semana eu decidi ler toda a trilogia, e quem quiser saber um pouco mais de como está indo tudo isso: entre no meu perfil ou na página do blog para acompanhar.


Título: A Seleção

Série: The Selection

Autor (a): Kiera Cass

Editora: Seguinte (Companhia das Letras)

Páginas: 386

Ano: 2012

Para trinta e cinco garotas, a “Seleção” é a chance de uma vida. Num futuro em que os Estados Unidos deram lugar ao Estado Americano da China e mais recentemente a Illéa, um país jovem com uma sociedade dividida em castas, a competição que reúne moças de dezesseis e vinte anos de todas as partes para decidir quem se casará com o príncipe é a oportunidade de escapar de uma realidade imposta a elas ainda no berço. É a chance de ser alçada de um mundo de possibilidades reduzidas para um mundo de vestidos deslumbrantes e joias valiosas. De morar em um palácio, conquistar o coração do belo príncipe Maxon e um dia ser a rainha.

Para America Singer, no entanto, uma artista da casta Cinco, estar entre as Selecionadas é um pesadelo. Significa deixar para trás Aspen, o rapaz que realmente ama e que está uma casta abaixo dela. Significa abandonar sua família e seu lar para entrar em uma disputa ferrenha por uma coroa que ela não quer. E viver em um palácio sob a ameaça constante de ataques rebeldes.

Então America conhece pessoalmente o príncipe. Bondoso, educado, engraçado e muito, muito charmoso, Maxon não é nada do que se poderia esperar. Eles formam uma aliança, e, aos poucos, America começa a refletir sobre tudo o que tinha planejado para si mesma — e percebe que a vida com que sempre sonhou talvez não seja nada comparada ao futuro que ela nunca tinha ousado imaginar.” Sinopse via Skoob.


Sobre Illéa, o sistema de castas e A Seleção…

Num futuro em que os Estados Unidos deram lugar ao Estado Americano da China, após a 4ª Guerra Mundial, e mais recentemente a Illéa, um país jovem divido em castas que vive sobre uma monarquia, a Seleção é uma competição que reúne trinta e cinco mulheres entre dezesseis e vinte anos para competir pelo príncipe e a coroa.

Após a 4ª Guerra Mundial, as pessoas que tinham mais posses doaram para reestruturação do país. Assim surgiu o sistema de castas, aqueles que mais contribuíram se tornaram casta DOIS ou TRÊS, enquanto que aqueles que estavam afrente do projeto se tornaram UM, a realeza. Illéa vive sobre esse sistema rígido, e há 8 castas. Sendo que aqueles com mais poder e mais riquezas são UM e os mais pobres são OITO, funciona de forma decrescente. Cada casta tem seu lugar para a sociedade, seus atributos. Por exemplo, a casta CINCO é constituída de artista. E a SEIS de serviçais. Há um grande abismo social entre as castas, muita desigualdade e fome nas castas inferiores (CINCO, SEIS, SETE e OITO).

Diferente do que nós vemos por aí, os príncipes de Illéa se casam com plebeias quando atingem a maior idade. A explicação é  que é para elevar a alta-estima do país. Para selecionar a futura rainha acontece uma competição conhecida como A Seleção, tudo muito Reality Show. Trinta e cinco mulheres são selecionadas, e devem se mudar para o castelo que sofre vários ataques rebeldes e competir pela atenção do príncipe. As últimas dez se tornam A Elite, que é quando elas começam a aprender os ofícios de uma princesa até o ponto em que o príncipe faça sua escolha final.


A Seleção (o livro)

America Singer é uma garota normal até certo ponto, tem dezessete anos, pertence a casta CINCO, uma excelente cantora (mesmo sem eu nunca a ter ouvido cantar), toca inúmeros instrumentos e fala três idiomas. Concordo que há músicas magnificas em francês. Bem, ela tem um namorado secreto (como quase a maioria das meninas). Mas Aspen pertence a casta SEIS, e a mãe de America é bem enfática sobre o fato de que ela almeja que seus filhos subam na vida e de casta.

A vida de America muda quando uma carta chega a sua casa anunciando A Seleção. Claro que America quer continuar com o amor da sua vida, mas a mãe dela tem outros planos. Mesmo America já tendo em mente se inscrever para A Seleção, após Aspen a convencer (achei ele muito altruísta), ela deixa a mãe pensar que cedeu aos seus caprichos e consegue tirar o lucro dela de suas apresentações solo. No fim, America pensou que nunca seria selecionada, muitas meninas competindo e o que deveria ser um sorteio não é bem um sorteio, mas uma disputa de quem tem os melhores contatos e atributos.

Óbvio que ela é selecionada, tendo recentemente rompido com Aspen e o dinheiro que sua família ganhará em sua ausência como grandes motivadores para ela participar. Ela tinha em mente permanecer o máximo possível, mas não estando na competição em si. América pensa muitas coisas ruins do príncipe Maxon, considerando-o arrogante e mimado, ela não quer o príncipe e nem a coroa. Mas as coisas mudam quando ela o conhece…Maxon não é nada do que América esperava, ele não tem um pingo de tato com as mulheres, é tímido, bonito, educado, engraçado e um pouco sarcástico sobre si mesmo.

America começa a se aproxima do príncipe e se encanta com ele, e ele com ela. Se tornam amigos logo e ela promete lhe ajudar a encontrar uma boa esposa, mas as coisas mudam de rumo e disputar sua atenção com trinta e quatro mulheres e o seu trabalho vai ser um grande desafio. E seu coração ainda bati celerado por Aspen, aparentemente ele nunca vai sair de sua mente e nem o amor que ainda sente por ele de seu coração.


Minha opinião…

Primeiro, ainda não sei se devo torcer para o Aspen ou o Maxon…

Eu gostei muito do livro, achei que a estória é fantástica. Eu adorei o fato do Maxon querer o melhor para a America, e gostei da America ter a convicção de que o ama e que esse amor superaria tudo, até a fome. O Maxon foi uma agradável surpresa e uma grande incógnita muitas vezes durante o livro. Ele é um homem apaixonante, dedicado e sensível. Gostei da America, principalmente quando ela revelava o lado dela mais forte e capaz.

Acabei lendo o livro só de uma vez. É daqueles que você perde o tempo, fica sem noção de quanto passou e de onde você realmente está. Quando eu terminei já tinha clareado e eu fiquei embasbacada como passou tão rápido e eu mal tinha aproveitado o livro! Já comecei A Elite, o 2º volume da trilogia, e vou lê-lo com calma para prestar atenção aos detalhes.

E sim, A Seleção é um livro que eu indico. Gostaria de agradecer a todos que ficaram no meu ouvido dizendo que eu deveria ler, que eu ia amar e que era muuuuuuuuito muito-muito-muito bom.


Kiera Cass

Kiera Cass nasceu em 1981, na Carolina do Sul, Estados Unidos. Formou-se em história na Universidade de Radford, na Virginia, e publicou seu primeiro livros, The Siren, em 2009, em uma edição independente. Beijou aproximadamente catorze garotos em sua vida, mas nenhum deles era um príncipe.

Contatos:

Website

Facebook

Twitter

Goodreads

Beijos, May.

 

Anúncios
Livros

O que teve na minha estante esse mês #10… de março.

Gente, não sei responder como consegui fazer esse estrago no mês de março…

Olá,

Março foi um mês recheado de livros novos, e também o início da temporada de eventos literários. Foi muito divertido encontrar os amigos leitores, mediar o Encontro de Leitores Convergente e o Encontro de Fãs de Romances de Época Arqueiro, conhecer novas pessoas!

Livros

– ROMANCES DE ÉPOCA EDITORA ARQUEIRO (#ArqueiroRomancesdeEpoca)

Esses são especialmente do evento Encontro de Fãs Romances de Época Editora Arqueiro, eu ganhei três da editora (foto abaixo) e os outro seis eu comprei. Já li a maioria, falta somente o 3º livro da série Os Bridgertons. Eu resenhei aqui no blog O Duque e Eu e Desejo à Meia-Noite. Esse mês de maio resenho o resto!

Depois de ter lido Um toque de Vermelho, eu virei fã da Sylvia Day com restrições. Li Eve of Darkness, primeiro livro de uma outra série sobrenatural, e amei. Mas surgiu na minha vida os Romances de Época e decidi comprar Obstinada para ver se o problema da escritora foi somente na série Crossfire, quase brinquei de Destrua este diário com os livros dessa série.

Obstinada – Georgian – Livro 01 – Sylvia Day
“Londres, 1770. Debaixo de toda a seda e renda da sociedade londrina se encontra uma organização secreta de espiões de elite. Proteger a Coroa de seus inimigos é uma tarefa árdua, mas, para Marcus Ashford, proteger seu coração de uma obstinada paixão é um perigo ainda maior. Como agente da Coroa, Marcus Ashford, o Conde de Westfield, já enfrentou inúmeros duelos de espada, foi atingido por dois tiros e se esquivou de mais disparos de canhão do que poderia contar. Porém, nada o excita mais do que o primitivo apetite sexual de sua ex-noiva, Elizabeth. Anos atrás, ela o preteriu pelo charmoso Lorde Hawthorne. Mas agora, Marcus deve defender a elegante viúva, e o fará ao mesmo tempo em que cuida de suas outras, mais carnais, necessidades, mostrando a ela até onde vai o real desejo de um homem.” Sinopse via Skoob*

E então, eu tinha o evento de Convergente para mediar… Sabe, eu não queria ler Convergente. Mas li, e sinto uma dor horrível no peito! Eu ainda não tenho Insurgente, nenhum dos guias, nem o box dos livros em hardcover que eu comprei e nunca chegaram… Estou de braços abertos para ganhar de presente 😉

Convergente – Divergente – Livro 3 – Veronica Roth
“A sociedade baseada em facções, na qual Tris Prior acreditara um dia, desmoronou – destruída pela violência e por disputas de poder, marcada pela perda e pela traição. No poderoso desfecho da trilogia Divergente, de Veronica Roth, a jovem será posta diante de novos desafios e mais uma vez obrigada a fazer escolhas que exigem coragem, fidelidade, sacrifício e amor. Livro mais vendido pela Amazon no segmento infantojuvenil em 2013, Convergente chega ao Brasil em meio à expectativa pela estreia de Divergente nos cinemas, em abril. A série segue no topo na lista de bestsellers do The New York Times.” Sinopse via Skoob*

A editora Novo Século tem um selo tanto quanto recente voltado para a publicação de escritores nacionais, e é claro eu adoro fuçar no Facebook e acompanhar os lançamentos. E foi assim que me deparei com o livro Mediador e o mistério da ceifa, da Bruna Figueira. Fiquei meio louca com a sinopse, o livro é a minha cara. Mas se não fosse pela sinopse espetacular, eu teria comprado do mesmo jeito por causa do preço magnifico. E como não sou má, comprei dois. Um para mim e um para sortear na page.

Mediador e o mistério da ceifa – Bruna Figueira
“A vida de Christine decorria normalmente até ela presenciar um acidente que causa a morte de uma garotinha. E, durante a movimentação para salvá-la, ela vê em meio à multidão o ser que trará uma reviravolta em sua vida por definitivo – um homem envolto em uma intensa aura, de olhos prateados. Contudo, para um Anjo da Morte, o fato de uma humana o ter visto em sua forma real é motivo de grande ameaça, e ele terá que se empenhar para eliminá-la. Levados pelo acaso, o caminho dos dois se entrelaça de tal forma que um não pode mais existir sem o outro. E, desse momento em diante, este Ceifador passará a lutar contra qualquer adversidade para proteger sua amada.” Sinopse via Skoob*

Algumas poucas pessoas sabem que eu sou fã de Anne Rice, minha fase dark foi produtiva! Eu li Entrevista com o vampiro, Lestart, A rainha dos Condenados… Já faz alguns anos, tipo uns quatro! Só que eu acabei passando para os romances mais clean, mas não esqueci a Rainha dos Vampiros. E, por intermédio do Skoob, descobri que a Anne Rice tinha uma série erótica que faz uma releitura de A Bela Adormecida, Trilogia Erótica. Obvio que eu quis os livros, e logo desisti pelo preço. Então, uma amiga do meu irmão quis me vender os livros recentemente, e eu ia recusar? Pagando 15 reais cada? Só falta o terceiro, e pagar é claro…

A Lua, uma amiga querida, fez aniversário. Eu dei de presente o livro A Misteriosa Sociedade Benedict e A Jornada Periculosa, o segundo volume da série. Aproveitei e peguei emprestado A Seleção e A Elite, da Kiera Cass. Sim, cansei de tanto #mimimi pra eu ler essa série. E é bom que o Allison Andrade confirmou que fará evento de lançamento de The One, terceiro e último livro da série, dia 24 de maio (quando houver mais informações posto aqui no blog).


Fonte: Keel’s Little Things

E eu ganhei A censura prévia ao Teatro Paulista: Um enfoque informacional da minha prima Maria de São Paulo. É um livro interessante para quem é da área da Ciência da Informação, e quem não é e for um curioso irá gostar bastante também. Eu estou lendo devagar, estou andando com ele na mochila da faculdade. É um livro pequeno e tem imagens dos documentos de censura. Eu gosto de ficar virando a capa para poder ler todos os documentos nela… Resumindo, eu pareço uma louca no ônibus. Interessante é que demorou uns 2 minutos para eu perceber que foi essa minha prima que escreveu o livro.

A censura prévia ao Teatro Paulista - Um enfoque informacionalA censura prévia ao Teatro Paulista: Um enfoque informacional
“Este livro empreende a análise da censura prévia exercida pelo Estado sobre o teatro, a partir dos documentos existentes nos prontuários que compõem o Arquivo Miroel Silveira (de documentos da censura prévia ao teatro paulista), sob o prisma do gerenciamento de informações.
O exercício do gerenciamento de informações costuma ser apresentado como atividade planejada, técnica, racional e neutra, exercida para a melhoria de processos. Já a censura é exercida por meio de processos burocráticos para a proteção do bem comum. Apesar dos objetivos diferentes, resultam na utilização de um mesmo recurso, que é a interferência no fluxo de informações – relacionadas à produção material, no âmbito das organizações, e relacionadas à produção artística, quando se trata da censura prévia. A partir daí, propusemos um estudo da censura prévia como um tipo de gerenciamento de informações.
Para isso, analisamos o processo burocrático da censura prévia ao teatro enfocando alguns casos concretos: peças censuradas entre as décadas de 1930 a 1960. Ao final foi possível verificar que o gerenciamento de informações realizado através da censura permite que o Estado se aproprie de informações sobre a produção teatral e das pessoas a ela relacionadas, puna aqueles que expressam ideias divergentes e coíba a resistência à sua ação.” Sinopse via Annablume*

e-Books

e-reader A Dama de Vermelho e o Vagabundo de Olhos AzuisA Dama de Vermelho e o Vagabundo de Olhos Azuis – Josy Stoque
“Sara Mello é uma mulher tentadora que está recomeçando sua vida após a separação. Um desafio irresistível para um conquistador sem escrúpulos como Marco Carlot. Ela ainda teme um novo relacionamento após o desastroso divórcio. Ele não se lembra mais da apaixonada Isadora que abandonou há anos. O que aconteceria se os dois se encontrassem por um acaso, em uma noite qualquer? Josy Stoque ousou imaginar neste conto erótico; uniu a dama de vermelho de “Puro Êxtase” e o vagabundo de olhos azuis de “Insensatez”, em uma explosiva narrativa de sedução e prazer sem limites. (Ambos são romances hot de sua autoria, sendo o segundo, em parceria com Gisele Galindo, autora da série Destino Íntimo). Saiba mais: http://www.josystoque.com.br/p/e-contos.html” Sinopse via Skoob*

Este conto é da escritora nacional Josy Stoque, eu já andei falando sobre ela aqui no blog. Eu já li o conto, adorei… quem gosta desse gênero (pelamor de Deus: a capa diz tudo) vai amar. Ainda mais que ela junta dois personagens de livros distintos de sua própria autoria. É um encontro marcante!

e-reader SugarSugar – Vanessa de Cássia
“Se seu vizinho lindo de morrer batesse em sua porta pedindo um copo de açúcar, o que faria? Abra a porta, e descubra o que Flora fez…” Sinopse via Skoob*

Eu estou lendo no momento esse conto, parei na segunda parte porque não dava mais para continuar… Esse conto foi uma indicação da Josy Stoque na sua page do Facebook. Não estou arrependida de comprá-lo, mas pelamordi que hot. Não sei porque tem gente que vai procurar livros eróticos nos confins do EUA para ler tendo excelentes escritoras aqui no Brasil. Grande, desperdício!

Acho que o pessoal tem que começar a explorar mais os autores nacionais, principalmente aqueles que estão tentando crescer publicando seus livros na Amazon! A Loja de Tudo é um dos livros, fala sobre a Amazon, que eu estou desejando muito de aniversário!

e-reader O MosteiroO Mosteiro – Trilogia dos Guardiões – Livro 01 – I. M. Martins
“Uma aventura cheia de mistérios antigos, sociedades secretas, crimes atrozes, magias proibidas, desejos inconfessáveis e amores impossíveis. Um segredo obscuro que atravessou três milênios deixando uma trilha de sangue, até chegar aos dias de hoje. Após a morte de seu pai, Elizabeth Blanchefort vê sua vida virar de ponta cabeça. Antes uma dedicada executiva, ela logo se torna alvo de diversas sociedades secretas que estão atrás de objetos que ela nunca achou possível existirem. Com a ajuda de Daniel de Payens, um homem lindo e enigmático, Elizabeth descobre os segredos que sua família lutou para manter escondidos durante séculos, e que podem mudar seu destino.” Sinopse via Skoob*

O Mosteiro é o primeiro volume da Trilogia dos Guardiões, de I. M. Martins. E é o primeiro livro de fantasia publicado pela Paralela, selo da Companhia de Letras. No dia do lançamento, o livro esteve liberado para download. E eu baixei o meu! Mas agora saiu o segundo volume e eu vou desembolsar um pouco mais de 9 reais para ler a continuação, um preço razoável.

Gibi, HQ e Mangá

Chico Bento Moço – N° 6: Mudanças
Eu já comentei que Chico Bento Moço virou um vício? Acho que sim! Vamos combinar de fazer de seis em seis meses um post resenha para Chico Bento Moço com as seis revistinhas publicadas. Fica melhor para mim e para vocês também! Ainda esse mês faço o primeiro post. E quem tiver um magá ou uma HQ para indicar sintam-se a vontade nos comentários!

Então, foi tudo isso por hoje (levei três dias para colocar tudo ¬¬’)!
Comentem, curtam a página e ajudem a compartilhar 😉

Beijos, May.

*links nas imagens