TAGS

|TAG| E Os Bridgertons viveram felizes para sempre…

tag-dos-bridgertons-2

Queridos leitores,

Com o lançamento de E viveram felizes para sempre, chega ao fim a série Os Bridgertons, da renomada, adorada e amada escritora de Romances de Época, Julia Quinn. Foram 9 livros com muitas personagens marcantes, bailes, vestidos e escândalos. Pode até parecer muito definitivo, e até seria, mas a editora Arqueiro confirmou a publicação de diversas séries da autora, sendo que os quatro livros de Quarteto Smythe-Smith serão publicados de uma só vez em fevereiro e, ainda, a própria Quinn fará turnê no Brasil em março para divulgar os novos livros. Continue lendo “|TAG| E Os Bridgertons viveram felizes para sempre…”

Anúncios
TAGS

Tag dos 50% | Mid-Year Book Freak Out (2016/1)

Oi, pessoal!

Nem dá para acreditar que chegamos ao meio do ano, né?  E, já que passou bem rápido, queria falar de algumas leituras especiais que fiz nesse primeiro semestre. Indicaram que eu respondesse em formato de tag. Acabei vasculhando o Youtube e dando de cara com o canal do Victor Martins, e a tag perfeita pra mim!

Mid-Year Book Freak Out foi criada pelo canal Read Like Wildfire, do blog A Book So Fathomless, e foi traduzida pelo Victor Almeida, do canal Geek Freak, com o título Tag dos 50%. Vocês podem conferir o vídeo original e a tradução em:

Quem criou: https://youtu.be/03gz6k0IB-Y

Quem traduziu: https://youtu.be/3gF2UoOTwk0

Vamos começar?

Antes devo confessar que eu mudei diversas vezes as respostas, mesmo nos últimos dois minutos do segundo tempo! Repensei algumas sensações, li resenhas, olhei avaliações e li alguns comentários antigo para garantir que eu assumiria os livros que aqui estão. Então saiba, que isto não foi respondido levianamente.

1. O melhor livro que você leu até agora, em 2016.

SAMSUNG CSC

Blood Kiss, de J.R. Ward. Eu pensei em não colocar esse livro, até tinha colocado outro – uma das mudanças de último minuto -, isso porque essa é minha escritora favorita e esse não é um dos melhores livros dela. Porém, apesar da minha severa inclinação para qualquer coisa que essa escritora faça, eu sei que não é o melhor livro que ela escreveu. Contudo, eu gostei muito dele, muito mais do que o outro que eu tinha colocada antes. Sedo que eu não iria colocá-lo por achar que não era o melhor livro dela e que eu não poderia argumentar o porquê de eu achar ele um dos melhores livros desse ano. Aí eu fui pensar, pensar em um argumento consistente. Achei vários. Blood Kiss é o primeiro livro da série spin-off de Irmandade da Adaga Negra – IAN, minha série favorita da vida. A série principal está muito complexa no ponto em que ela se encontra hoje, muitos personagens e diversos enredos sendo trabalhados ao mesmo tempo – uma das coisas que podemos ressaltar sobre o estilo de narrativa da autora é que ela trabalha diversos pontos de vista e histórias paralelas tanto no presente quanto no passado, que podem ou não se conectarem com a história principal daquele livro ou até com uma história de um livro futuro. Nem sempre foi assim, os primeiros livros da série você via um enredo mais linear e com poucos pontos de vista, e vários erros também. Em Blood Kiss, ela mostra a mesma simplicidade que ela tinha nos primeiros livros de IAN, mas sem os erros. Ela se tornou uma escritora amadurecida, que evoluiu através dos erros e das tentativas, e isso é notável para quem ler os livros dela tanto quanto eu ou até mais. E o que eu amei mais nesse livro? Além da nostalgia, ela traz uma protagonista feminina, delicada e da alta sociedade, que sente a necessidade de se alistar porque ela não quer mais sentir medo e ela não quer o futuro que uma mulher na posição dela deve ter. Sim, alimentou direitinho a minha veia feminista.

2. A melhor continuação que você leu até agora, em 2016.

SAMSUNG CSC

Romances de Época vão protagonizar essa resposta… Hum… Eu adorei Nunca julgue uma dama pela aparência, da Sarah MacLean. Ela conseguiu me levar pelos três primeiros livros da série O Clube dos Canalhas sem nunca sequer pensar que seria possível a bomba que ela solta no fim do terceiro livro, que é um gancho enorme para o quarto e último volume da série. Outra continuação maravilhosa foi A caminho do altar, da Julia Quinn. Além de ser o último irmão a ser casado, Gregory precisava ser diferente e ser diferente para não ficar repetitivo. Vamos lá, são 8 livros! E a escritora conseguiu fazer algo muito bom e distinto do que ela vinha fazendo nos livros anteriores. Porém, se for mesmo pra escolher só um, Ligeiramente seduzidos, da Mary Balogh, tem que levar o troféu. O livro me surpreendeu, eu comecei achando a protagonista bem forçada e chatinha. Então, a escritora coloca o casal principal em um momento histórico, que exige muita coragem de ambos, — principalmente da protagonista –, e que os une de uma forma sólida. Esse é um livro que me fez sentir de muitas maneiras diferentes: sentir o desespero de uma guerra, as perdas, a tristeza e a dor de uma possível traição. E, claro, o sabor da vingança.

3. Algum lançamento do primeiro semestre que você ainda não leu, mas quer muito.

13346546_951623198269040_4772737541564029259_n

Muitos…

Carry On, da Rainbow Rowell. É um livro com magia, tem uma pegada voltada para o LGBT e é de uma escritora que eu estou interessada faz tempo. Fiz muita propaganda do livro e ainda não tive a oportunidade de comprar meu exemplar.

4. O livro mais aguardado do segundo semestre.

Não tem como escolher só 1, já que eu sou muito consumista. Se eu pensar com calma, tem dois livros que eu quero muitíssimo: Apenas um garoto e Desejo Insaciável. Apenas um garoto, de Bill Konisberg, foi indicado pelo nosso blog à Editora Arqueiro — nossa parceira de longa data — e foi publicado dia 11 desse mês. Deu pra sacar a ansiedade? O Vlaxio já postou uma resenha linda (aqui!) e eu irei publicar a minha resenha desse mesmo livro no blog Sempre Romântica, da minha amiga Leninha. Desejo Insaciável, primeiro livro da série Os Imortais, ainda não tem data de lançamento pela Editora Valentina. Meu caso com essa série é antiga. Kresley Cole é uma das minhas autoras favoritas da vida, tudo que essa mulher escreve vira ouro: Romances de Época, Romances Contemporâneos, Urban Fantasy e YA, com uma pegada pós-apocalíptica. Ela arrasa, sem precedentes. Há anos que eu queria muito que o trabalho dela chegasse ao Brasil, pensei até que já tinha passado o tempo ou a onda literária correta para que os livros dela fossem publicados por aqui. Fiquei tão feliz que enviei áudio chorando dizendo que não acreditava que era verdade…

5. O livro que mais te decepcionou esse ano.

SAMSUNG CSC

Trama, de Michael Jensen e David Powers King. O livro tinha tudo para ser incrível, para ser daquele tipo de fantasia que se perpetua. Tudo me dizia que ia ser muito bom, mas aí fui lendo e comecei a perceber que não iria ter uma exploração maior do universo ou dos personagens. Quando o livro começa a ficar interessante, ele termina cheio de pontas soltas. E não tem continuação!

6. O livro que mais te surpreendeu esse ano.

SAMSUNG CSC

É aquele básico preconceito literário. O livro é incrível, dá de ler num tapa, te faz pensar e, de quebra, te faz rir muito.

7. Novo autor favorito (que lançou seu primeiro livro nesse semestre, ou que você conheceu recentemente).

SAMSUNG CSC

Alguns meses atrás, eu tive a oportunidade de ter contato com o trabalho da Bárbara, autora de Caim: o primeiro vampiro, escrito sob o pseudônimo de Georgina Cavendish. Gostei muito do trabalho dela, muito mesmo. Resenhei o livro, ajudei um pouco na divulgação do evento de lançamento dela aqui em Manaus e, assim, a conheci. Ela é muito atenciosa, tem ideias maravilhosas para os livros e estou ansiosa para ler o próximo, que está relacionado ao Egito antigo. Na verdade, leria qualquer coisa que ela escrevesse…

8. A sua quedinha por personagem fictício mais recente.

SAMSUNG CSC

Gregory Bridgerton ❤ É impossível não se apaixonar por ele! Gregory é do tipo desligado, vive sonhando acordado. Ele também acredita no amor, é do tipo romântico incurável. Faz umas loucuras típicas da família Bridgerton, adora tirar sarro da irmã mais nova e não consegue enxergar o que está bem de baixo do nariz dele.

9. Seu personagem favorito mais recente.

SAMSUNG CSC

Lucie Noirot, vulgo Erroll. Lucie é filha de Marcelline Noirot, do livro Sedução da Seda, e apesar de seus poucos anos já é uma manipuladorazinha descarada e digna de sua ascendência nada invejável.

10. Um livro que te fez chorar nesse primeiro semestre.

SAMSUNG CSC

Por lugares incríveis, de Jennifer Niver. Não chorei durante o livro, chorei quando terminei e percebi que era aquilo mesmo. Quando começa a cair a ficha e ao mesmo tempo não. Acho que eu fiquei pior durante os agradecimentos finais da escritora ao entender que o livro é autobiográfico, que aquilo realmente aconteceu com a autora e como ela seguiu em frente e acabou escrevendo um livro incrível.

11. Um livro que te deixou feliz nesse primeiro semestre.

SAMSUNG CSC

Simon vs A agenda Homo sapiensde Becky Albertalli. Você leu Simon? Se leu, sabe o porquê de ele estar nessa categoria. É impossível ler este livro sem ficar com um sorriso eterno colado no rosto!

Não leu? Sem problemas, conheça mais sobre este livro na resenha que o Vlaxio fez.

12. Melhor adaptação cinematográfica de um livro que você assistiu até agora, em 2016.

Não vi nenhuma…

13. Sua resenha favorita desse primeiro semestre (escrita ou em vídeo).

Nove regras a igonarar antes de se apaixonar

Nove regras a ignorar antes de se apaixonarde Sarah MacLean. Primeiro, esse livro apresenta muitas ideias feministas do ponto de vista de uma mulher acomodada com sua situação perante a sociedade. Segundo, ela fica bêbada e cria coragem de fazer coisas que ela nunca em hipótese nenhuma faria. Terceiro, ela me deu a mesma coragem de fazer coisas que eu nunca faria. E eu comecei a pensar nessas coisas enquanto escrevia a resenha desse livro.

14. O livro mais bonito que você comprou ou ganhou esse ano.

SAMSUNG CSC

Neuromancer, de William Gibson. Apesar de The Kiss of deception e O circo mecânico Tresalti serem lindíssimos, como todas as edições feitas pela DarkSide Books, ninguém vence minha edição comemorativa de 30 anos da Aleph! Ela é M.A.R.A.V.I.L.H.O.S.A. e tem um gostinho especial, já que eu ganhei do Vlaxio de presente de aniversário.

15. Quais livros você precisa ou quer muito ler até o final do ano?

SAMSUNG CSC

Vamos voltar para aquele muitos… Quero pelo menos ler metade dos que eu tenho separado, que estão na lista quero muito ler logo. Além deles, tenho a minha TBR da #MLI2016 para cumprir.

Segundo o Skoob, eu li um total de 53 livros até o dia 30 de junho.

Ufa! Terminamos por hoje.

Beijos, May.

TAGS

#Tag: Deuses do Olimpo

Tag Deuses Gregos - bannerEae galera, vamos de Tag que nunca mais fiz haha
A linda da Geissiane do Blog Deixa Que Eu Conto me marcou na TAG Deuses do Olimpo, para indicar que livo da minha estante corresponde a cada Deus, então vamos lá…

  • Tag criada pelos blogs: Encontro com Livros & Dialogo Literario
  • Regras: Taguear no mínimo 5 blogs / Contar quem são os criadores da TAG, inserindo os links. / Contar quem te indicou e inserir o link do blog.

1º Zeus – Rei dos Deuses: Qual livro é o rei da sua estante? 

Eu diria que é o Percy Jackson e os Deuses Gregos pois ele é um dos maiores, capa dura, imagens lindíssimas, ele se destaca totalmente na minha estante! 

2º Hera – Deusa do Casamento: Um casal que você shippa? 

Essa pergunta é super fácil, sempre shippei e sempre irei shippar. Percy Jackson e a Rachel Elizabeth Dare, mds como eu queria eles juntos!

3º Poseidon – Deus dos mares: Um livro que você jogaria no mar do esquecimento?

Circulo Secreto – A iniciação. Deuses, eu ganhei este livro em um evento, comecei a ler e não consegui continuar, chato por demais, não gostei nada.

4º Deméter – Deusa da agricultura: Imaginando que sua bagagem literária é uma árvore, qual foi o livro semente? 

Harry Potter e a Ordem da Fênix, ganhei de presente de minha mãe, foi um dos primeiros livros que li, lembro que levei uns 6 meses para ler e pronto, não parei mais, viciei na leitura.

5º Hades – Deus dos mortos: Um personagem que você mataria? 

Com certeza o Octavian de Os Heróis do Olimpo, que garoto chato e irritante!

6º Héstia – Deusa virgem do lar: Um personagem que você levaria para casa? 

Feminino: Sarah Alopay de Endgame, mesmo ela sendo uma assassina treinada.

Masculino: Nico de Percy Jackson, por que Nico é o Nico né.

7º Afrodite – Deusa do amor e sensualidade: Um livro pelo qual você se apaixonou? 

Lua de Larvas de Sally Gardner, pois eu nunca pensei que me apaixonaria por um drama.

8º Apolo – Deus do sol e da arte: Um personagem artista? 

Karou de Feita de Fumaça e Osso, olha que eu nem curto tanto assim personagens artistas, mas me apaixonei por este livro e por esta garota de cabelos azuis que estuda a arte.

9º Ares – Deus da guerra: Um livro ou personagem que te deixou com ódio?

Susana de As Crônicas de Nárnia, SPOILEEEEEEEEERR ————–>>> por ela ter esquecido de Nárnia e não ter voltado em A Ultima Batalha e já puxa pra esse livro do qual também tenho ódio, queria nunca ter lido ele.

10º Ártemis – Deusa virgem da caça: O livro que te levou a grandes aventuras? 

Trilogia Feios, pois cada aventura da Tally, cada viagem dela me deixava sem ar de tão emocionantes!

11º Atena – Deusa virgem da sabedoria: Um personagem que te inspira?

Auggie, por que Extraordinário é um livro para levarmos para a vida toda.

12º Dionísio – Deus do vinho e das festas: Qual foi a sua maior ressaca literária? 

Talvez A Esperança, foi muito tiro em um livro só.

13º Hefesto – Ferreiro dos Deuses – Deus do ferro e fogo: Um livro que tenha ferro ou fogo na capa?

Meio difícil essa… Vale no titulo? Se sim, será O Desafio de Ferro, primeiro livro do Magisterium.

14º Hermes – Mensageiro dos Deuses – Deus do comércio: Um livro que você não compraria, ou se arrependeu de ter comprado?

Instrumentos Mortais, não compraria nenhum dos livros pois não gostei nem um pouco do primeiro.

Prontinho! Adorei a Tag hahaha deixem nos comentários falando o que acharam de minhas escolhas e se mudariam ou não! Conversamos mais por lá!!!

Agora devo indicar 5 blogs para responderem, e os escolhidos são esses blogs lindos:

Outro Garoto Lendo

Paginas Encenadas

Viagens Literarias

Menina da Bahia

Garota Pai D’Egua

Roh

TAGS

|TAG| Cardápio Literário + 3 mistério

Olá!

Chegou minha vez de responder uma tag e, como eu poderia escolher, escolhi algo relacionado ao meu segundo grande amor: COMIDA! Eu sou do tipo que vive com fome, que ama comer doces e beliscar a comida antes da refeição. A única coisa que faz eu esquecer a minha vontade louca de mastigar são os livros. Por que não unir esses dois amores?

A tag foi criada pela fofa da Jessica Mendes, do blog Valeu a pena esperar, em parceria com  Alexia Oliveira, do blog Meninas Quase Invisíveis. Sobre a tag:

A TAG Cardápio Literário surgiu da ideia de fazermos algo que fosse mais amplo, que envolvesse algo do dia a dia e que fosse fácil de associar aos livros e que fosse criativa. A TAG está dividida em 4 partes: Bebidas, Comidas, Doces e uma Extra; e cada parte possui 4 opções (ou seja, é uma TAG longa porém muito divertida que pode ser postada no blog como uma lista, com fotos ou até mesmo vídeo).

P.S.: Vou tentar responder com as minhas leituras mais atuais.

Bebidas

Chá: Aquele livro que é leve e calmo, ou que te deu sono.

SAMSUNG CSC

Começar com um romance de época, já que tenho lido muitos do gênero, e um até mais leve que o normal. The Scandalous, Dissolute, No-Good Mr. Wright é uma história curta sobre a filha de um nobre que cometeu algum erro na adolescência ao ponto de só poder ser apresentada à sociedade depois que suas três irmãs mais velhas casem.  o envolvimento desta com, é claro, um notório libertino. Não há grandes crises nem segredos, mas é um livro divertido da Tessa Dare, uma escritora que eu fiquei apegada depois de ler a série Spindle Cove que é excelente.

Café: Aquele livro que não te deixou dormir.

Café

The Madness of Lord Ian Mackenzie, de Jennifer Ashley, foi a minha mais recente insônia. Livro indicado pela Maraíse, do blog Menina da Bahia, conta a estória de Ian Mackenzie, um excêntrico nobre. Ian passou muitos anos no sanatório, ele é introvertido, centrado, perfeccionista e consegue fazer coisas absurdas, quase sobre-humanas, mas um homem muito incompreendido. E também temos Beth, uma viúva pobre que de um dia pro outro ganhou uma herança. Ela é uma mulher que quer estabilidade e segurança, e para isso ela espera se casar logo, mas Ian a salva de um vigarista e logo em seguida a pede em compromisso. A melhor coisa desse livro é ver como a mente do Ian funciona, como o fato de ele não conseguir entender dualidades. O fato de ele não conseguir mentir, não conseguir ler as pessoas ou como ele se distrai com uma gota de tinta. Em suma, Lord Ian Mackenzie é autista, mas em momento algum é dito isso no livro. Como o termo ainda não tinha sido cunhado, ele é tido como louco e o apoio de Beth é indispensável na aceitação que ele tem de si.

Cachaça: Aquele livro que te deixou de ressaca.

SAMSUNG CSC

A herdeira, de Kiera Cass, ressaca braba que esse livro me deu foi por toda a conspiração que eu ficava imaginando. Sério! Muitas conspirações. Kile é um anarquista! Abaixo a monarquia!

Água: Aquele livro que foi neutro, sem muita emoção.

Louca por Você, A. C. Meyer

Louca por vocês, de A.C. Meyer, foi tão água com açucar que me decepcionou. Eu esperava muito mais desse livro. Tá okay que na maioria das vezes a garota é irritante, o caro é um machista enrustido e tem um drama meio bobo de fundo, mas nem os personagens secundários eram interessantes. Cara, a mina tinha um amigo gay com todas as letras e atitude e nem isso deixou o livro divertido!

comidas

Comida da Mamãe: Aquele livro que não se compara a nenhum outro.

Tabuleiro dos Deuses, Richelle Meed

Eu li muitos livro bons esse ano, mas eu sou uma eterna apaixonada pelos livro da Richelle Mead. Nem tudo que ela escreve é inovador, diferente e instigante. Quando comecei Tabuleiro dos deuses, esperava que fosse mais um bom livro. Só que, minha gente, que coisa incrível! É diferente do que ela tem escrito todos esses anos, ao ponto de eu nem acreditar que seja dela. E é tão bom, tão complexo. Alimenta esse meu lado que adora e aprecia a criatividade humana, aprecia autores geniais. Nesse livro ela vai brincar com a religião, várias religiões de vários períodos de tempo e até criar novas, em uma época futura onde a adoração a ícones precisa de aprovação do governo. Tal governo ver que o Declínio, um período escuro na História, foi ocasionado pela manipulação biológica, a religião e o separatismo cultural. Os deuses foram afastados da terra, expulsos e relegados a serem nada mais que misticismo sem importância, mas ao fundo vemos que os deuses estão retornando e há um pressagio de guerra entre vários panteões.

Especialidade do Chef: Aquele livro bom, bonito e caro.

O Chamado do Cuco, Robert Galbraith |J. K. Rowling|

Ele não foi tão caro, mas eu adoro essa edição de capa-dura. Além de que adoro as cores na capa e acho o conteúdo Ok.

*resenha

Beira de estrada: Aquele livro que não te fez bem.

O Inferno de Gabriel - Sylvain Reynard

O inferno de Gabriel é um livro bom, até acho que ele tem características incríveis. Porém, são essas mesmas características que me deixaram com um gosto ruim na boca. O romance desse livro é muito embasado, o livro todo é cheio de referências clássicas. Referências que me deixaram boiando mais da metade do livro! Em contra partida, é um livro que me acrescentou bastante coisa. Um livro que me levou a investigar e não simplesmente passar por cima, mas ainda acho que tem muita coisa nele que eu não consegui captar.

*resenha

Fast-food: Aquele livro que todo mundo gosta mas nem sempre é bom.

Vou fazer uma lista básica, mas não quer dizer que eu não goste dos livros.

  1. Cinquenta tons de cinza (E.L. James de escritora tem nada);
  2. Crepúsculo (Stephanie Meyer cuspiu um dicionário); e,
  3. After (sem estrutura).

Como eu disse antes, não quer dizer que eu não goste, mas que são muito mal escritos.

doces

Torta: Aquele livro que possui uma capa bonita mas nem sempre um bom conteúdo.

81e+nzgxWkL._SL1500_

Pra mim, O circo da noite tem uma das capas mais lindas que já vi, mas de conteúdo… Faz anos que comprei o livro e foi pela capa, a estória parecia muito boa também, mas foi super decepcionante. Nunca consegui terminar esse livro.

Trufa: Aquele livro pequeno que te surpreendeu.

Half Lies é tipo um 0.5 da série Half Bad, eu terminei e não pude acreditar que tinha acontecido aquilo mesmo. Quando caiu a ficha foi impossível de segurar as lágrimas, parecia que alguém que eu amo tivesse morrido. Essa é uma das qualidades da Sally Green, ela te deixa tão envolvido que é impossível não ter uma reação profunda.

*resenha

Mousse: Aquele livro extremamente doce.

Aristóteles e Dante descobrem os segredos do universo, Benjamin Alire Sáenz

Aristóteles e Dante descobrem os segredos do universo não é um livro enjoativo, ele é como o melhor mousse de chocolate belga que você vai comer na sua vida. Ele está na medida certa para fazer o leitor se apaixonar e nunca mais esquecer. É meu amor pelo Ari e o Dante que torna esse livro tão doce.

Bis: Aquele livro com gosto de quero mais.

Segredos de uma noite de verão

Estou me segurando para não ler o resto da série, o próximo é só em janeiro, mas toda vez que olho pra ele penso em adiantar a leitura da série em ebook mesmo…

*resenhado

EXTRA

Fruta: Aquele livro que faz bem mas nem todo mundo quer.

Selva de gafanhotos banner resenha

Vamos parar com o preconceito literário e ler de uma vez Selva de Gafanhotos. Ri faz bem pra alma, ménage e fim do mundo também!

*resenhado

E aí, gostaram? Eu indico o Ademar, do blog Cooltural, que é um exímio cozinheiro. Responda você também, no seu blog ou nos comentários mesmo. Se você tem o problema de gordice literária, sinta-se acolhido!

Beijos, May.